A mala dos pets: o que não pode faltar na hora de viajar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A mala dos pets: o que não pode faltar na hora de viajar

Cris Berger

26 de julho de 2021 | 03h00

Hora da verdade: na sua casa, de quem é a mala maior? A sua ou do seu pet? Por aqui, é meio a meio. A Ella (minha sócia pet na coluna) detém seguramente metade do espaço. Então, já que ainda estamos no mês de férias, resolvi fazer uma listinha do que não pode faltar na bagagem – que pode ser útil em viagens que você fizer ao longo do ano.

Ella e seu inseparável colchonete. Foto Cris Berger/Guia Pet Friendly

O que é fundamental: segurança e alimentação. Portanto, devem estar à mão: coleira, plaquinha de identificação com o nome do pet e o seu telefone gravado, porta-saquinho para recolher o número dois e cinto de segurança para o carro. Cada vez mais, os hotéis e pousadas pedem a carteira de vacinação do pet, o que nos leva às vacinas contra raiva (obrigatória), e a V8. Todo mundo com vermífugo e antipulgas em dia?

Calcule o tempo que você vai ficar fora e leve um pouco mais de comida, pois se acabar antes você pode ter dificuldade de achar a mesma que seu pet está acostumado. No caso de ração, coloque em um pote fechado para evitar a visita de insetos. Se for alimentação natural, leve congelada, dentro de um isopor, e mantenha no freezer. A temperatura do frigobar dos hotéis costuma estar no mínimo, suba para o máximo ou peça para armazenar na geladeira do hotel.

Os pets também precisam de uma farmacinha: repelente, protetor solar (principalmente para os branquinhos), anti-histamínico no caso de alguma picada, probiótico, sabonete bactericida, termômetro e medicação antifebril e antienjoo. Óbvio que o médico veterinário deve montar este kit de primeiros-socorros com você – vale acrescentar uma pomadinha para dermatites e antibiótico de amplo espectro.

Eu não saio de casa sem o colchonete da Ella, porque ele delimita onde ela pode deitar, a mantém quentinha e livre da sujeira do chão. Não levo sua cama porque ela dorme comigo, mas acho válido. Não esqueça os brinquedinhos.

Uma manta é tão fundamental quanto uma roupinha e capa de chuva. Toalha é item básico para a turma que gosta de nadar. Nem pense em usar a do hotel, ok? No mais, divirtam-se e mantenham o distanciamento social mais um pouquinho.

É FOTÓGRAFA, JORNALISTA E AUTORA DO GUIA PET FRIENDLY

Tudo o que sabemos sobre:

animal de estimaçãoviagemturismo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.