Todas as línguas de Drummond

Estadão

04 de julho de 2012 | 11h12

O francês Didier Lamaison roubou a cena na Praça da Matriz na manhã desta quarta-feira com sua performance ao ler, em sua língua, o poema ‘No meio do caminho’, de Carlos Drummond de Andrade. E a estudante Mariana, que tinha lido ‘Quadrilha’ segundos antes e escolhido ouvir a versão deste poema em francês, se assustou por não reconhecer nas palavras do tradutor os versos do poeta. Foi um engano divertido. Drummond foi lido ainda em italiano, espanhol, alemão e holandês.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.