Primavera Árabe 1

Estadão

06 de julho de 2012 | 22h40

Laura Greenhalgh

Barack Obama, convertido em tópico de debate, distanciou um pouco as visões do poeta sírio Adonis e do escritor libanês Amin Maalouf, reunidos na mesa Literatura e Liberdade, mediada pela jornalista portuguesa Alexandra Coelho. Ambos concordaram em grande parte sobre o momento crítico por que passam vários países árabes, mas quando foram indagados sobre a possibilidade da era Obama vir a ser um alento depois dos desastrosos anos Bush em relação ao Oriente, Adonis demonstrou todo o seu pessimismo, inclusive especulando se o presidente americano não seria apenas “uma máscara negra encobrindo um rosto branco”. Notou-se certo desconforto na platéia. Em seguida, Maalouf reconheceu que não poderia ser tão pessimista quanto o companheiro de mesa, embora admitindo: “Obama às vezes me exaspera. Especialmente quando age mais como um senador do que como um presidente”.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.