As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Trailer de ‘Não Pare Na Pista’ revela primeiras cenas da cinebiografia de Paulo Coelho

Flavia Guerra

25 de abril de 2014 | 17h58

Nao_Pare_Na_Pista_5.jpg
Ravel Andrade (Raul Seixas) e Julio Andrade (Paulo Coelho) em cena do filme

Entrou hoje no ar o trailer de Não Pare na Pista – A Melhor História de Paulo Coelho, a cinebiografia de Paulo Coelho estrelada por Julio Andrade e dirigida por Daniel Augusto.

A julgar pelas primeiras imagens divulgadas, o filme tem tudo para ser nas telas tão repleto de reviravoltas quanto a vida do escritor. “Estamos finalizando a montagem. E o filme estreia em agosto. Em seguida, vamos tentara a carreira no exterior”, contou Augusto, que faz sua estreia no longa-metragem.

Apesar de ser o escritor vivo que mais vende no mundo (100 milhões de cópias). e ter três de seus livros prestes a se tornarem filmes de Hollywood, Paulo Coelho sempre mantém os holofotes longe de sua vida pessoal. É exatamente sobre sua vida antes da fama que Não Pare na Pista narra.

“O filme traz fatos que muitos não conhecem e retrata não a figura pública, mas o lado humano. Vai revelar o quanto ele nunca, mesmo com todas as circunstâncias, desistiu de ser escritor”, contou o diretor Daniel Augusto ao Estado durante as filmagens do longa, que foi rodado em 2013 entre Rio e São Paulo.

 

 

O Estado acompanhou um dia das filmagens na Fundição Progresso, no Rio, quando era rodada a cena em que Paulo Coelho (Julio Andrade) fazia show com Raul Seixas (vivido por Ravel Andrade, irmão de Julio). Ao som de Não Pare na Pista, Coelho e Raul agitavam uma plateia de jovens que viveram a contracultura.

“É uma alegria e uma grande responsabilidade viver um personagem como o Paulo, mas foi um desafio incrível”, comentou Julio.

Com roteiro de Carolina Kotscho (de 2 Filhos de Francisco), a saga do escritor levou alguns anos para ser escrita. “Meu primeiro contato com o Paulo foi em 2007. Tinha acabado de ver um documentário sobre ele produzido por um amigo, o Roberto Viana.

E estava na casa dele quando Paulo ligou para contar que tinha visto e se emocionado com 2 Filhos de Francisco. Então, Roberto disse: ‘Estou com a roteirista do filme aqui, fala com ela’. E assim conheci o Paulo”, conta Carolina, que somente em 2010 entregou ao escritor a primeira versão do roteiro que agora ganhará as telas.

“Foi um processo para ganhar a confiança dele. Tempos depois, quando já escrevia o roteiro, fiquei doente, mas nunca desisti dessa história. Esse filme não poderia ter outro nome que tiveram liberdade para criar o Paulo Coelho que imaginavam”, completou a roteirista.

O longa, que foi rodado há nove semanas entre Rio e Espanha, retrata a vida do escritor desde a infância até o momento em que realizou seu sonho de se tornar um escritor, passando, ainda que mais rapidamente, pela fase atual, em que Coelho, já consagrado, é o autor brasileiro que mais vende livros no mundo.

“É sua trajetória desde a infância no Rio, o início do sonho, as dificuldades com a família, a formação de seu caráter, a amizade e a parceria com Raul, seus amores e desafios que compõem esta história”, contou Daniel Augusto, diretor do filme, que conversou com o Estado durante as filmagens.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.