As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Toubillon na França. Girimunho e Helvécio Marins no mundo

Flavia Guerra

01 de julho de 2012 | 16h50

Em breve mais novidades sobre um dos mais belos filmes brasileiros produzidos nos últimos anos, mas por ora, informo:

 

turbillon.jpg

Toubillon (como Girimunho, de Helvécio Marins e Clarissa Campolina) estreia na França. E Marins ganha uma retrospectiva no Festival de Vila do Conde, que começa nesta semana, dia 07, em Portugal. Será exibido Gimunho e os curtas “Nascente” e “Trecho”, “Nem marcha nem chouta”, “2 Homens” e  a vídeo-instalação “Alma Nua”.

Um dos mais importantes festivais de curtas-metragens do mundo, Vila do Conde também convidou o brasileiro para dirigir um dos filmes em homenagem ao aniversário do festival (ao lado de mestres como o americano Thom Andersen, de “Los Angeles Plays Itself”, e do bielo-russo Sergei Loznitsa, diretor de “Minha Alegria” e “In the Fog”, vencedor do prêmio da crítica em Cannes). O curta de Marin se chama “O Canto do Rocha” e mistura performance, documentário e ficção para contar a história de Alfredo Rocha, um ex-cantor de fado, ex-traficante, ex-presidiário (14 anos), faixa preta de caratê e atualmente dono de um café na rua de São Victor, região das Fontainhas do Porto, próximo à Ribeira, na cidade do Porto, em Portugal.

Vale a pena ficar de olho. É de diretores, filmes e festivais ‘off stream’ que ultimamente saem as melhores surpresas do cinema mundial.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.