As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Paulínia. Enquanto se tenta consertar o Festival de Cinema, os Concertos seguem.

Flavia Guerra

17 de abril de 2012 | 17h10

 

 paulinia_2_.jpg

Teatro Municipal: palco de shows e da crise

Enquanto o cinema enfrenta dias de crises e desafios em Paulínia, a música clássica segue sua pauta.

A programação 2012 do projeto  Concertos Paulínia, que teve início em 2009, continua em 2012. Na quinta, haverá inclusive uma coletiva de imprensa na cidade para anunciar a  temporada. E a presença do prefeito José Pavan Jr. não está descartada. Vale lembrar que, em época em que o projeto do Pólo de Cinema está em discussão e que o Festival de Cinema de Paulínia foi cancelado sob a alegação de que a verba gasta com sua realização será utilizada em projetos sociais, o Concertos Paulínia oferece apresentações gratuitas no Theatro Municipal, nas escolas da rede municipal e em igrejas, centros comunitários e parques públicos. Vale lembrar também que os ingressos para o Festival de Cinema também eram gratuitos.  Ao todo,  cinco os concertos terão ingressos pagos (todos com orquestras sinfônicas, no Theatro Municipal). Nos anos anteriores, foram nove os ‘concertos internacionais’.

Já o trabalho da Orquestra Sinfônica Jovem de Paulínia continua. Mais um ponto para a formação de jovens talentos, que também já ocorre e dá frutos no Pólo de Cinema.

Em tempo: A comissão, ou frente, criada por produtores de cinema da região de Paulínia para elaborar projeto que viabiliza o Festival de Cinema deste ano, publica amanhã uma carta em reação ao cancelamento e tenta, sem seguida, em reunião com o prefeito Pavan, iniciar um diálogo para viabilizar a próxima edição do evento, que deveria ocorrer em junho.  Confira: http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,grupo-tenta-manter-festival-de-paulinia,862100,0.htm

Em tempo 2:  Após a exoneração do secretário de cultura Emerson Alves na sexta, não foi ainda indicado um novo nome. Por ora, Rodrigo Pereira ocupa o cargo como interino.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.