As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No Rio, Spike Lee entrevista Wagner Moura e Lázaro Ramos

Flavia Guerra

27 de abril de 2012 | 23h44

 spikeleebsb_2.JPG

Diretor em sua passagem por Brasília, onde se encontrou com Dilma e Romário

Depois de passar por São Paulo e Brasília, é a vez do cineasta Spike Lee passar o fim de semana no Rio.  Na noite de sexta o diretor quis conhecer a quadra e o trabalho do Afroreggae. Amanhã, sábado, vai entrevistar os atores Lázaro Ramos e Wagner Moura.

Diretor de filmes como Febre da Selva e Milagre em Sta. Anna, o americano está no País para rodar o documentário Go Brazil Go. Lee  já filmou em São Paulo, onde entrevistou o rapper Criolo e os grafiteiros Os Gêmeos, e em Brasília, onde se encontrou com Dilma Rousseff e Romário, entre outros, e escapou de um assalto no Mercado Municipal.

O filme, cuja tradução livre é Vai, Brasil, Vai, tem produção de executivos espanhois e americanos e deve ser um retrato amplo da realidade atual do País.  O cineasta, que deve voltar a São Paulo na segunda, para outras filmagens adicionais, negou os pedidos de entrevistas dos jornalistas que têm acompanhado suas ações, mas tem sido simpático e solícito com os fãs.

Go Brazil Go deve retratar, segundo informou fonte deste blog, o momento atual do Brasil e a preparação para ser sede da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Com direção de fotografia de César Charlone (de Cidade de Deus e O Banheiro do Papa), o filme tem produção local da brasileira Paranoid Filmes (de Heitor Dhalia e Tatiana Quintella).

Nesta semana, Lee jantou com Dhalia e Tatiana e disse estar aproveitando muito sua passagem pelo País, que deve deixar esta semana, mas para onde deve voltar várias vezes ainda este ano. “Será um filme com várias etapas de filmagens. O trabalho está só no começo”, informou o diretor Heitor Dhalia.

 

Tendências: