As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lisandro Nogueira é o novo diretor da Cinemateca Brasileira

Flavia Guerra

02 de outubro de 2013 | 16h01

Nome do professor e crítico de cinema foi confirmado pelo Ministério da Cultura 

cinemateca.jpg

Lisandro Nogueira é o novo diretor da Cinemateca Brasileira. O anúncio do nome do professor goiano foi confirmado há pouco pelo Ministério da Cultura.

Crítico de cinema da TV Anhanguera e professor de cinema da Universidade Federal de Goiás, Lisandro é  mestre em Cinema e TV pela Universidade de São Paulo e doutor em Cinema e Jornalismo pela PUC de São Paulo.

“Numa lista extremamente qualificada, não foi fácil a escolha. Com vasto currículo e larga experiência na área,  o professor Lisandro Nogueira saberá conduzir a Cinemateca, no seu papel de relevância nas artes cinematográficas”, declarou a ministra da cultura Marta Suplicy sobre a decisão.

O nome do novo diretor foi escolhido entre outros três candidatos, Olga Futemma, atual diretora interina da Cinemateca; Anita Simis, professora de sociologia da Unesp; a jurista Célia Whitaker, que haviam sido apresentados ao Ministério da Cultura pela comissão de busca do Conselho da Cinemateca, formada por Luís Carlos Bresser Pereira,  Roberto Teixeira da Costa e Ismail Xavier.

Na segunda-feira, após reunião entre a ministra Marta e os membros do Conselho da Cinemateca, Nogueira foi considerado o mais adequado para ocupar o cargo, que está livre desde janeiro, quando o então diretor, Carlos Magalhães, foi exonerado.

“Sei dos problemas e, junto com o MinC, vou colocar a entidade para caminhar. O trabalho que foi feito na última década é excelente. E quero dar continuidade, digitalizando o acervo e investindo na difusão”, declarou Nogueira. “Vamos começar nova fase. Para isso, preciso de gente e dinheiro. E a ministra Marta me disse que vou ter todo apoio dela.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.