As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cannes 2013 – Curta brasileiro é selecionado para a Semana da Crítica

Flavia Guerra

22 de abril de 2013 | 16h10

 

patio_2204_652x408.jpg

Cena de Pátio, de Aly Muritiba, que integra trilogia sobre a vida no cárcere

 

Flavia Guerra

 

O curta paranaense Pátio, de Aly Muritiba,  vai integrar a Semana da Crítica de Cannes 2013. Evento paralelo do festival, a Semana seleciona somente  primeiros e segundos filmes dos diretores selecionados.

Pátio, que  há pouco foi eleito o melhor curta brasileiro do festival É Tudo Verdade 2013, centra toda sua história no pátio de uma prisão, que é retratado de seu exterior.  Segundo filme de uma trilogia sobre a vida encarcerada, Pátio dialoga com o curta anterior de Muritiba, A Fábrica, que foi premiado em diversos festivais e foi pré-selecionado  ao Oscar 2013 de melhor curta-metragem.

O Brasil ficou de fora da seleção de longas-metragens da Semana, que traz produções da Itália, Rússia, Argentina, entre outros.  Amanhã, terça, a Quinzena dos Realizadores, outra mostra paralela do Festival de Cannes,  deve divulgar sua lista de longas e curtas em competição.

Confira o trailer de Pátiohttp://grafoaudiovisual.com/movie/patio/

Confira a lista completa dos selecionados da Semana da Crítica 2013 

 Filme de Abertura

Suzanne –  Katell Quillévéré (França)

 

Longas-metragens

Nos héros sont morts ce soir – David Perrault (França)
Los Dueños – Agustin Toscano & Ezequiel Radusky (Argentina)
The Major – Yury Bykov (Rússia)
Salvo – Fabio Grassadonia & Antonio Piazza (Itália/França)
The Lunchbox – Ritesh Batra (Índia/França/Alemanha)
For Those in Peril – Paul Wright (Reino Unido)
Le Démantèlement – Sébastien Pilote (Canadá)

Curtas-metragens

 

Pátio – Aly Muritiba (Brasil)
Vikingar – Magali Magistry (França/Islândia)
Agit Pop – Nicolas Pariser (França)
Come and Play – Komm und Spiel Daria Belova (Alemanha)
The Opportunist – David Lassiter (Estados Unidos)
Pleasure – Ninja Thyberg (Suécia)
Océan – Emmanuel Laborie (França)
Tau Seru – Rodd Rathjen (Índia/Austrália)
La lampe au beurre de Yak – Hu Wei (China/França)
Breathe me – Han Eun-young (Coreia do Sul)

Tudo o que sabemos sobre:

Aly MuritibaPátioSemana da Crítica

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: