As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cannes 2012 – Competição: Reality. O Big Brother e a vida como ela é. Ou quase.

Flavia Guerra

18 de maio de 2012 | 14h13

Aniello Arena, que vive o protagonista Luciano, não pôde vir à Cannes, pois cumpre pena na prisão

article_reality_matteo_garrone.jpg

A sexta-feira começou em clima de chuva e de Big Brother. Ou Grande Fratello, como os italianos chamam o reality show. Reality também é o nome do novo filme de Matteo Garrone (de Gomorra), o quarto filme a concorrer a uma Palma de Ouro este ano. O filme foi exibido na manhã de hoje e agradou, mas não muito. Bem cuidado, super analítico e até um tanto frio, Reality retrata a transformação de um peixeiro napolitano, um ‘homem comum’ em um ser obcecado pela ideia de estar sendo observado o tempo todo pela produção do programa. Causou desconforto e trouxe à tona as discussões sobre a medida do real, da fantasia e da ética na TV atual.

Detalhe irônico: O ator que vive o pescador Luciano (Aniello Arena) não veio a Cannes porque está preso há 18 anos. “Ele faz parte do grupo de teatro Companhia da Fortaleza, que trabalha com prisioneiros em Pisa, e ganhou permissão para sair da prisão e rodar o filme, mas não para comparecer ao Festival de Cannes”, explicou Garrone em coletiva de imprensa após a sessão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.