Britain’s Got Talent ou Tedious?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Britain’s Got Talent ou Tedious?

Flavia Guerra

31 de maio de 2009 | 11h24

dsd
No site da BBC, ‘pequenas susans’ fazem campanha pela conterrânea Susan na cidade natal da cantora, em Blackburn

Ou Susan Boyle perdeu ou ganhou porque ‘é feia’?

London

A derrota de Susan Boyle para o grupo de street dance Diversity no último sábado rendeu às bancas de apostas britânicas cerca de 5 milhões de libras (que não foram gastas pagando quem apostou na cantora escocesa que virou febre no youtube há sete semanas).

Minutos depois da derrota de Susan, transmitida ao vivo pelo ITV (canal britânico que exibe o Britain’s Got Talent, algo como Os britânicos tem talento), o assunto de mesa de pub era: “Susan perdeu porque seu lugar no show business já está mais do que garantido ou porque o Diversity é mesmo melhor?”

Há quem aposte que ela ‘perdeu porque é feia’. “Garanto que se fosse uma mocinha loirinha, novinha e que cantasse tão bem quanto, teria levado. Ela, mesmo com tantas críticas e sendo acusada de ser só um golpe de marketing, mostrou que tem uma voz linda e que sabe perder”, defendeu uma advogada que assistiu a final do programa no ‘pub da esquina’ da Liverpool Street com a Bishop’s Gate Avenue.

Há quem diga que ela ‘só chegou tão longe porque é feia’. “E eu garanto que se ela não fosse tão feia assim teria ido lá, cantado bem, mas não teria feito todo aquele alarde. Ela só chamou tanta atenção porque subiu ao palco como uma caipira sem estilo que foi já considerada por todos uma looser”, rebateu a estudante de moda.

O amigo ‘funcionário de banco’ acrescentou: “E quando viu que ela cantava tão bem, todo mundo ficou culpado e surpreso, mas a voz dela não é nada de extraordinário. Basta ir a uma ópera para ver quantos talentos incríveis como ela existem.”

Em tempos em que a virgindade de Susan (que afirmara que, aos 47 anos, nunca havia sido sequer beijada) vira mercadoria para empresas de ‘filmes adultos’, em que seu talento (que de fato é notável) seja medido pelo seu ‘grau de feiúra’ e que seu valor seja calculado de acordo com ‘o quanto as bolsas de apostas lucraram com a vitória da zebra’, talvez seja hora de perguntar: Britain’s Got Talent ou Britain’s Got Tedius?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.