Uma máquina do tempo chamada The Cult

Estadão

08 de dezembro de 2006 | 12h44

The Cult

Entrei numa máquina do tempo ontem à noite e fui levado direto para os anos 80. A máquina fica ali no Credicard Hall, na Marginal Pinheiros, e também vai estar ligada hoje à noite. Quem quiser fazer a mesma experiência, ainda dá tempo. E vale a pena.

Quem me fez voltar aos anos 80 foi o The Cult, uma das minhas bandas preferidas de rock and roll. A noite estava normal até o primeiro acorde do grande Billy Duffy, guitarrista de primeira linha e criador de riffs matadores. Comecei a sentir meu corpo tremer. De repente, quando o vocalista Ian Astbury começou a cantar, minha cabeça começou a balançar descontroladamente para a frente e para trás. Foi um showzaço (foto acima de J.F.Diorio), principalmente pelas guitarras (modelos Gretsch e Gibson Les Paul), no volume 10 e com um timbre maravilhoso. Destaque também para o batera, John Tempest, que tive o prazer de conhecer pessoalmente quando o Viper gravou o disco ‘Coma Rage’ em Los Angeles (ele era batera do White Zombie e, depois, tocou um tempo com o Testament).

Ian Astbury e Billy Duffy, aliás, também são meus amigos. Conhecidos, vai lá. Em 1995, quando eles tocaram no Brasil pela última vez, a MTV organizou um jogo de futebol entre The Cult/Viper/Titãs X Amigos do Casagrande. E pasmem: os ingleses Ian e Billy jogam bem. Mas não tão bem assim: o time dos Amigos do Casagrande ganhavam de 9 a 0 quando a MTV deu uma forcinha e arranjou um pênalti para o nosso time. O Billy bateu e marcou: 9 a 1. Aí o juiz apitou o fim do jogo. Foi muito legal jogar bola com os ídolos, inclusive o Casão, que depois virou amigo.

Quer ver mais fotos do show de ontem? The Cult ao vivo

A seguir, o repertório do Cult, para quem quiser assistir ao show de hoje:

Lil’ Devil
Sweet Soul Sister
Electric Ocean
The Witch
Spirit Walker
Revolution
Rain
Phoenix
Edie
Fire Woman
Wonderland
Peace Dog
Rise
Wild Flower
Love Removal Machine
She sells Sanctuary

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.