Show para agitar, blog para chorar de rir

Estadão

24 Janeiro 2007 | 18h27

Viper

Como mencionei 73 posts atrás, toco guitarra numa banda que se chama Viper e vai lançar um CD novo este ano depois de quase dez anos sem um disco de músicas inéditas. Aproveitando para fazer um pouco de propaganda, o Viper vai tocar na próxima sexta-feira (26/1) em Campinas, às 22h, na casa noturna Hammer Rock Bar (R. Dr. Armando Sales de Oliveira, 377, Taquaral, 19-3295.7154). Vamos mostrar algumas músicas que estarão no disco novo que, se Deus quiser e os produtores permitirem, sai em maio. Todos os internautas estão convidados, basta gostar de rock pesado e pagar R$ 15 de entrada.

Desde o início da banda, tenho o prazer de tocar com um de meus melhores amigos, o genial baixista e compositor Pit Passarell. Pit não compõe apenas músicas incríveis para o Viper, mas para outros artistas brasileiros como Capital Inicial e Nila Branco (ele é o último da esq. para a dir.) Além do Viper, o Pit também toca no Metanol, que considero a melhor-banda-sem-gravadora do Brasil. Bom, isso tudo para dizer que o Pit, apesar de não saber nem ligar o computador, estreou um blog. É uma das coisas mais engraçadas do mundo. Trecho: ‘gostaria de ter um casamento tradicional, mas deve ser meio estranho dividir um altar com duas pessoas de vestido longo: a noiva e o padre’. E por aí vai. Acesse o blog do Pit aqui. Abaixo, a letra de ‘O Mundo’, sucesso do Pit gravado pelo Capital Inicial. Letra de gênio.

‘O Mundo’
Capital Inicial
Autor: Pit Passarell

Você que já esteve no céu
Foi tudo divertido pra você?
Chega a hora então de provar tudo que existe
Tire agora os sapatos jogue tudo pro alto, sinta o chão
Aprender a andar descalço num mundo de asfalto e sem coração
Até que o mundo gire ao seu redor

Obrigado por passar, mas estou de saída
Tem alguma coisa nova pra fazer?
Vamos lá então ter um dia diferente
Eu só quero curtir, ficar à toa, viver numa boa
E você quer respostas, exige provas e músicas novas
Até que o mundo gire ao seu redor

Vão falar que você não é nada
Vão falar que você não tem casa
Vão falar que você não merece
Que anda bebendo e está perdido
E não importa o que você dissesse
Você seria desmentido
Vão falar que você usa drogas e diz coisas sem sentido
Se eu for ligar para o que é que vão falar, não faço nada

Eu procuro tentar entender
Porque eu sou tão importante pra você
Já que é bem melhor ser importante para si mesmo
Eu não quero mudar, ser mais discreto, ser mais esperto
Já cansei de propostas, dar respostas e ter que dar certo
Até que o mundo gire ao meu redor