The Radiohead Ritual

Estadão

22 Janeiro 2008 | 16h47

Chega de moda, né?

Nem tudo precisa ser tão lógico na vida. Algumas coisas podem ser cabeças, outras podem ser… sem pé nem cabeça. Esta aqui é sem pé nem cabeça. E também não é para meus amigos fãs de rock pesado.

Todo mundo falou sobre o disco que o Radiohead lançou primeiro na internet, uma brilhante jogada de marketing, etc., mas pouca gente falou do disco em si. ‘In Rainbows’ é realmente muito bom, o melhor da banda desde ‘Ok Computer’. Minha preferida é a canção ‘Nude’, uma balada estranhíssima e linda que só poderia ter sido criada pelo cérebro doentio e genial de Thom Yorke.

Não sei se já disse aqui, mas também gosto bastante da banda The Smiths. Não tem nada a ver com rock pesado, mas acho que eles têm uma sonoridade igualmente única, provavelmente fruto do talento e originalidade dos arranjos do guitarrista Johnny Marr e das letras perturbadas e melodias vocais melancólicas do Morrissey.

Bom, mas e daí? E daí que eu queria uma desculpa para juntar as duas bandas em um post só. E consegui: abaixo, o vídeo do Radiohead tocando ‘The Headmaster Ritual’, dos Smiths, uma dica do meu amigo Luiz Américo. Por que eu queria juntar as duas bandas num post? Sei lá: nem tudo na vida precisa seguir uma lógica tão… lógica.

[kml_flashembed movie=”http://www.youtube.com/v/yjnGESlRNXk” width=”425″ height=”355″ wmode=”transparent” /]