Ser famoso é uma beleza

Estadão

10 de setembro de 2007 | 19h09

drexler

Na semana passada, o cantor uruguaio Jorge Drexler (foto) visitou o jornal. Seu nome pode não ser familiar para o grande público, mas isso nem importava quando eu dizia que ele era o cara que ganhou o Oscar em 2005 pela canção do filme ‘Diários da Motocicleta’. Imediatamente, os olhos das mulheres começavam a brilhar. Conclusão: mais do que sedutora, a fama é afrodisíaca.

Embora tivesse sido bem mais interessante dar um abraço na Nicole Kidman, confesso que achei legal apertar a mão de um ganhador do Oscar. Mas o mais incrível foi constatar que a simples presença das palavras ‘ele’, ‘ganhador’ e ‘Oscar’ na mesma frase provocava uma mudança radical no rosto das mulheres. Uma mudança que não era apenas da água para o vinho, como costuma-se dizer, mas da água de torneira para um Romanée-Conti safra 1971.

Isso significa que qualquer cara fica mais bonito quando é famoso, mesmo que a mulher nem saiba quem ele é. Aparecer na TV tem o efeito de uma cirurgia plástica: ‘até que o nariz gigantesco daquele ator não é tão grande assim’, engana-se a fã. Ou ‘aquele apresentador é meio vesgo, mas, como não sei para onde ele está olhando, isso o deixa meio misterioso’. Tudo depende do personagem que se acostuma a ver na TV.

Porque a fama, no fundo, obriga o famoso a vestir um personagem público, uma projeção ‘famosa’ da pessoa que ele acha que é. É por isso que eles alternam momentos de humildade (‘nossa, como ele é normal’) com exageros de estrela (‘coitado, deve ser chato ser tão assediado’). Há uma questão implícita no ar: ‘agora que sou famoso, como devo agir nessa situação?’ A resposta é a ação.

A primeira coisa que um cara que fica famoso faz é… arranjar uma namorada famosa. E o namoro tem que ser bem divulgado, para o casal poder comemorar as datas especiais nas bancas: “Parabéns, querida, com a revista que saiu hoje o nosso namoro completa dez edições”.

Namorar uma famosa é a entrada para o ‘clube’. É por isso que vemos o cara que namorou uma modelo sair depois com mais quatro ou cinco. Ele é legal? Não importa. O importante é ter a carteirinha do ‘clube dos famosos’. Mesmo que ninguém conheça.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.