Queen: O show deve continuar

Estadão

27 de novembro de 2008 | 16h56

EFE/Sebastião Moreira

Roger Taylor, Paul Rodgers e Brian May: You are the Champions

O que vou dizer aqui não é minha opinião pessoal, mas uma verdade absoluta: o Queen foi a segunda maior banda de todos os tempos. (Não preciso dizer qual foi a primeira, né?)

Que outra banda pode incluir ‘Bohemian Raphsody’ e ‘We Are The Champions’ no mesmo repertório? Se alguém disser Rolling Stones, vou ter que dar risada. Estou falando de canções complexas e belas que ficarão para a história da música, não de rockinhos com três acordes que são legais para agitar a galera. Tirando essa informação da frente, posso falar sobre o show de ontem do Queen + Paul Rodgers no Via Funchal. Foi sensacional.

(Veja matéria na TV Estadão)

Antes de tudo, precisamos deixar uma coisa bem clara: Paul Rodgers não é Freddie Mercury, nem nunca vai ser. Ele, inclusive, não tenta fazer isso porque é sensato e sabe que não conseguirá. Mas Rodgers é um bom vocalista e isso não reduz seu talento; Freddie Mercury é que era o maior entertainer da história do rock, além de um vocalista incrivelmente carismático. Rodgers (que também teve uma carreira de sucesso nos anos 60/70, com o Free e o Bad Company) é um coadjuvante de luxo do guitarrista Brian May e do baterista Roger Taylor, só isso.

Não sei por que alguns fãs não entendem. O que eles queriam, que o Freddie levantasse do túmulo e saísse em turnê? O cara morreu, pô! Deixa ele em paz! Acho a maior sacanagem criticar o Brian May e o Roger Taylor por esta turnê. “É só pela grana”, dizem. Não é nada disso. Quer dizer, não sou ingênuo a ponto de achar que eles não vão ganhar rios de dinheiro, mas as pessoas esquecem que eles também estiveram junto com Freddie ao longo de toda a história da banda, e que o Queen nunca foi APENAS a banda do Freddie Mercury.

Longe disso: o Queen eram os quatro caras, sempre juntos, talvez seja por isso que sempre gosto de compará-los (com as óbvias restrições)aos Beatles. Eram todos excelentes instrumentistas, compositores, cantores. Aliás, é uma pena que o baixista John Deacon não tenha aceitado participar dessa turnê, mas tudo bem porque ele era um cara mais quietão, nunca participava muito, apesar de ser um excelente baixista e ter escrito ‘You’re My Best Friend’.

Quero lembrar, portanto, que o Queen sempre respeitou a memória do vocalista, participando de diversos tributos e escrevendo canções em sua homenagem. Mas chega uma hora em que eles devem ter pensando ‘puxa vida, mas e a gente? Nós também não somos o Queen?’.

Brian e Roger, é claro que sim. Hoje VOCÊS são o Queen. E nenhum crítico, jornalista ou fã radical pode tirar isso de vocês.

Enfim, foi emocionante ver Brian May e Roger Taylor ao vivo. Imagine ouvir Brian May tocando o violão de ‘Love of my Life’ sozinho no palco, com toda a platéia cantando com ele. Tentei não chorar, mas não consegui… A mesma coisa aconteceu quando Roger Taylor cantou ‘I’m in Love With My Car’, outra música que quase me fez furar o vinil do ‘A Night at the Opera’ de tanto ouvir… Outras canções também foram muito legais, como ‘I Want it All’, ‘Fat Bottomed Girls’, ’39’, ‘Another One Bites the Dust’, ih, a lista é longa.

As pessoas se esquecem que Brian e Roger são músicos antes de tudo e, por mais que tenham dinheiro, devem sentir falta da estrada. Afinal, o Queen foi uma das bandas que mais fez turnês na história do rock. Só porque os caras estão milionários eles têm que ficar em casa vendo TV? Por que os Rolling Stones são incríveis pela longevidade e qualquer outra banda que volte a tocar juntos (com exceção das óbvias armações) é acusada de só fazer isso por dinheiro? O público do rock é muito cruel com seus heróis. Mas com o Queen, não. Eles são os meus campeões.

PS. E como diz aquela velha canção, ‘Show Must Go On’.

Set List

Hammer to Fall

Tie Your Mother Down

Fat Bottomed Girls

Another One Bites the Dust

I Want It All

I Want to Break Free

C-Lebrity

Surf’s Up… School’s Out

Seagull

Love of My Life

39

I’m In Love With My Car

A Kind of Magic

Say It’s Not True

Bad Company

We Believe

Bijou

Last horizon

Under Pressure

Radio Ga Ga

Crazy Little Thing Called Love

The Show Must Go On

Bohemian Rhapsody

Bis

Cosmos Rockin

All Right Now

We Will Rock You

We Are the Champions

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.