Que vergonha, Ellen Gracie

Estadão

28 Novembro 2006 | 13h50

Ellen Gracie

Outro dia eu escrevi aqui que o Brasil precisava de uma mulher na presidência. Mas pensando nas mulheres que temos em altos cargos estou começando a mudar de idéia. Ellen Gracie, por exemplo, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Olha que honra: uma mulher no cargo mais alto do Poder Judiciário.

E aí, o que ela faz? Pressiona para aumentar o próprio salário. Ainda bem que a revolta da opinião pública (graças à mídia) a fizeram recuar e tirar da pauta do Congresso o projeto que elevava não apenas o salário dela, mas o de vários magistrados. Pelo projeto, o salário da Ellen passaria de R$ 24,5 mil para R$ 30,3 mil. Que cara de pau dessa mulher! E o projeto ainda aumentaria o salário de outros 14 integrantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e de ministros do Supremo. Ou seja: se for para ter uma mulher assim em um cargo tão importante, é melhor continuar como estava. Que vergonha, Ellen!