Quero ser David Beckham

Estadão

12 Janeiro 2007 | 14h15

David Beckham

Deve ser bom ser David Beckham… mal o técnico do Real Madrid começou a falar mal dele, o astro britânico já agitou um outro negócio. E muito melhor. Vai jogar no Los Angeles Galaxy, time de tutebol americano. Quer dizer, não é de futebol americano, é de futebol e fica nos Estados Unidos… bem, você entendeu.

Sabe por que ele escolheu jogar no Galaxy? Porque ele já estava a acostumado a ser um dos ‘galácticos’ no Real Madrid. (isso é uma piada)

A grana que ele vai receber é absurda: US$ 50 milhões por ano (US$ 250 por cinco anos). E ele ainda vai virar meio sócio do time, ou seja, vai ganhar ainda mais com o uso da imagem (merchandising) e arrecadação de ingressos. Tenho certeza que Beckham vai detonar: na Europa ele era só um jogadorzinho razoável (e muito famoso), agora vai ser o melhor em campo em todas as partidas. Com o número de latinos nos Estados Unidos, o futebol tem tudo para virar um esporte de masssas – pelo menos das massas latinas. Fora que na Espanha o pessoal cobra muito do jogador. Não pode isso, não pode aquilo, que chatice… Na América, Beckham vai tirar o atraso da balada.

Mas estão esquecendo o mais importante: Beckham vai morar em Los Angeles. Hollywood fica em Los Angeles. Sacou? Aguardem Beckham, o astro do futebol, virar Beckham, o astro das telas. É só ele aprender a falar com a boca e perder um pouco do sotaque ‘cockney’ (os caipiras da Inglaterra). Será um sonho para a mulher dele, a Victoria (ex-Spice Girl, atual Anoréxicas Anônimas), que vai praticamente se mudar para aquelas lojas carrérrimas de Beverly Hills. Não demora para eles comprarem uma casa em Malibu, virarem sócios da produtora do amigo Tom Cruise, etc.

Sabe quem é o manager do Los Angeles Galaxy? O Alexi Lalas. Lembra daquele jogador da Seleção Americana que tinha um cavanhaque meio grunge? Pois é. (se ninguém se lembrar, eu publico uma foto dele aqui). Nos Estados Unidos, já estão dizendo que a invasão dos ingleses nos times americanos vai fazer pelo futebol o que os Beatles fizeram pelo rock nos anos 1960.

Beckham: milionário, morando em Hollywood, dono do próprio time, bonitão, marqueteiro, garoto-propaganda da Armani, repleto de tatuagens, casado com uma cantora famosa, cheio de filhos… Eu queria ser o David Beckham. E você?