Em 2009, tem Flip Machado em Paraty

Estadão

30 de junho de 2009 | 18h58

Este ano vou realizar um sonho: vou pra Flip.

Esta é a 7ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty, evento sobre o qual eu sempre ouço falar muito bem e nunca consegui comparecer. Todo ano, meus amigos me provocam: ‘e aí, não vai pra Flip?’ E eu, sempre com cara de bobo, respondo: ‘Não, acho que não vai dar’. Por isso, agora posso encher a boca e dizer: eu vou!

(Opa, acho que ficou um pouco deslumbrado. Vamos voltar para a realidade.)

Entre os autores que vêm para a Flip, eu destacaria o biólogo Richard Dawkins. Seu livro ‘Deus, um Delírio’ é a prova de que mesmo um ateu pode escrever um livro… divino. Gosto de Dawkins não apenas porque ele é um apóstolo de Darwin, mas porque ele ajuda a divulgar a tese de que as religiões são, no fundo, grandes fantasias criadas pela humanidade que acabam gerando mais mal do que bem.

Gosto também, claro, do Gay Talese. O criador do New Journalism é um mito para mim desde que meu pai me deu o livro ‘Fama e Anonimato’. Vai ser emocionante vê-lo ao vivo. Gostarei também de conhecer Alex Ross, crítico de música clássica da revista New Yorker. Ele fala principalmente de música erudita, mas também adora nomes como Radiohead e Björk.

Destacaria também a escritora chinesa Xinran, que escreveu o divertidíssimo ‘O que os Chineses não Comem’, que li antes de viajar para a China e me fez entender um pouco da cabeça desse povo tão diferente.

Se você quiser saber quem são os destaques dos críticos do Caderno 2, Ubiratan Brasil e Antonio Gonçalves Filho, clique aqui.

Entre os brasileiros, os óbvios que brilharão serão Chico Buarque e Milton Hatoum, além do premiadíssimo Cristovão Tezza. No sábado, o Estadão promoverá uma mesa com debate sobre a obra de Euclides da Cunha, outro momento que deve ser bem legal – e não apenas porque eu trabalho no Estadão, mas porque Euclides é um nome para o qual sempre devemos prestar atenção, por diversas razões.

(Veja aqui o trailer do documentário ‘Um Paraíso Perdido’)

Prometo escrever coisas de lá. Sugeri a criação de um blog chamado ‘Flip Machado’, mas ninguém me ouviu. Quem sabe o ano que vem… será que eu vou em 2010?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: