Perto demais de Damien Rice

Estadão

02 de fevereiro de 2009 | 17h33

O bom de ver um show como o de Damien Rice é que dá para ver ao vivo como nascem as canções. A gente vê o cara no palco e fica imaginando ele em casa, escrevendo aquelas letras e tocando violão. E daí ele sobe no palco exatamente desse jeito, coberto apenas pelo violão, quase nu (no sentido figurado, claro). Se as músicas não fossem excelentes, ele estaria acabado. Mas as músicas são, e ele ainda canta muito bem.

O show da última sexta-feira aconteceu no Palace, em São Paulo (o local agora se chama Citibank Hall, mas eu não consigo me acostumar). Damien fez um show bem simples, sem cenário, apenas algumas velas e poucas luzes. Se marcar, nem o violão era dele, visto que ele reclamou bastante do som, como se fosse uma espécie de João Gilberto irlandês. A impressão que deu é que ele veio passar férias no Brasil (ele veio, sim, para ver uma ‘amiga’ em Florianópolis e aproveitou para tocar em São Paulo) e já que estava aqui…

Para quem não se lembra, Damien Rice é autor da música ‘The Blower’s Daughter’, tema do filme ‘Closer’ (esse filme me persegue, é impressionante). A música é linda, maravilhosa… e bastante melancólica também. E é assim o repertório de Damien: belas e tristes melodias cantadas por um bardo de County Kildare, Irlanda.

Por ter um formato bastante simples (apenas voz e violão), Damien se sente à vontade para transformar o show em um grande encontro íntimo. Ele conta histórias entre as músicas, explica as origens das composições e até chama o público para cantar… no palco! É sério, em ‘Volcano’, ele simplesmete convidou a platéia para subir no palco e fazer uma espécie de jogral universitário (fico imaginando o Iron Maiden convidando as pessoas para fazer a mesma coisa).

Para ver esse trecho do show, clique aqui. O vídeo é de baixíssima qualidade, mas é só para você ter uma idéia do que rolou. Pule o começo, onde ele fica ‘ensinando’ como deve ser o jogral. O pior é que deu certo e o público cantou direitinho (e nem destruiu nada, incrível).

Veja aqui uma versão de Damien Rice cantando ‘The Blower’s Daughter’. Não é de São Paulo, pois não encontrei no YouTube nenhum vídeo com boa qualidade. Aqui ele está acompanhado por alguns músicos, etc. Mas o que interessa é a canção, não é? Então tá. Pegue o lenço e aperte o play.

[kml_flashembed movie=”http://www.youtube.com/v/_nysf2f5gdI” width=”425″ height=”344″ wmode=”transparent” /]

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.