Anna Nicole Smith Machado?

Estadão

15 de fevereiro de 2007 | 14h32

AnnaNicole

Peço desculpas pela demora para publicar um novo post. Estive fora uns dias, viajei ao exterior para resolver uns problemas de família. Como é um assunto pessoal, pensei muito antes de contar a vocês. Mas agora que está prestes a se tornar um assunto público mundial, não tenho alternativa.

Fui para os Estados Unidos fazer um teste de DNA para determinar se sou ou não pai de Dannielynn, minha possível filha com a ex-coelhinha Anna Nicole Smith. Para minha surpresa, não sou o único candidato.

Fiquei muito chateado com a morte da Anna Nicole, (Anninha, para nós, íntimos), no último dia 8. Nós não estávamos juntos na noite em que ela morreu, mas fontes íntimas me disseram que foi overdose de morfina (y otras cositas más). Mas não é porque ela é milionária que vou assumir minhas responsabilidades. Sou, sim, um dos candidatos a pai da Dannielynn (Dannielinha, para os íntimos – aliás, eu sempre falei para a Anninha que era contra esse nome).

Vocês devem se lembrar da história da Anninha. Aos 17, a jovem garota do Texas casou-se (grávida) com o namorado Billy Smith, de 16. No ano seguinte, o filho Daniel nasceu e ela separou-se. Depois de posar para a Playboy, em 1992, Anninha casou-se com o trilionário magnata do petróleo J. Howard Marshall II, de 89. Na época, a Anninha tinha 26. Como conheci ela muito bem, tenho certeza de que foi por amor. Muitos Viagras depois, o velho Howard morreu no ano seguinte e deixou uma fortuna para a ex-coelhinha. A família do trilionário até tentou anular a herança, mas não rolou. Anninha ganhou US$ 400 milhões.

Em 2006, ela anunciou que estava grávida. Dannielinha nasceu dia 7 de setembro, mas olha só a tragédia: o filho de Anninha, Daniel, 20 anos, morreu exatamente no mesmo quarto em que ela deu à luz três dias depois (de overdose).

Como conheci Anninha (pela TV) um pouco antes, imaginei que a Dannielinha poderia ser minha. Mas percebi que não era o único. Com a morte da Anninha, apareceram vários candidatos a pai.

(Engraçado: será que apareceria tanta gente se ela fosse pobrinha?)

Eles são: o advogado dela, Howard K. Stern; o jornalista (ela me disse que gostava de jornalistas) Larry Birkhead; o príncipe (talvez fajuto) Frederic Von Anhalt, marido da atriz Zsa Zsa Gabor; o próprio J. Howard Marshall II (talvez graças a esperma congelado); o segurança Alex Denk. Há suspeitas de que toda a torcida do Corinthians (eu, portanto), também esteja no páreo.

Coitada da Dannielinha.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.