O destino abre os olhos

Estadão

07 de fevereiro de 2007 | 17h12

(Estou em um computador que nao tem acentuacao, entao peco paciencia)

Uma bela historia de amor, se e’ que ha espaco para isso nos dias de hoje.

Deu no New York Times: Judith Hernandez e Christopher Castro se casaram no dia 30 de dezembro de 2006. Mas o que eles tem de diferente dos outros milhoes de casais que se unem todos os dias em todo o mundo?

Uma historia interessante. Ambos sao policiais e moram em Nova York. Em 11 de setembro de 2001, dia em que todo mundo sabe o que aconteceu, os dois foram designados para ajudar as vitimas do World Trade Center. Chegaram ao local juntos e ajudaram a resgatar dezenas de pessoas.

Na epoca, cada um tinha a sua familia, filhos, etc. Em 2004, por coincidencia, ambos se separaram de seus parceiros. Eles se consideravam irmaos, mas depois perceberam que o que aconteceu em 11/9/2001 criou uma relacao tao forte que nao podia ser ignorada. No mesmo ano, decidiram sair juntos para jantar e conversar sobre a vida. Dois anos depois, em 30 de dezembro de 2006, acabaram se casando.

O que isso quer dizer? Que as vezes e’ preciso uma maozinha do destino para a gente acordar e fazer a coisa certa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.