50 anos do Rei entre as mulheres

Estadão

27 de maio de 2009 | 09h22

JOSE PATRICIO/AE
Roberto Carlos e Elas: Fãs no palco… e na plateia (foto de José Patrício/AE)

Mais uma vez apelo para o lado jornalístico-maternal de Helô Machado, que compareceu ao evento em homenagem aos 50 anos de carreira Roberto Carlos ontem à noite no Teatro Municipal, em São Paulo.


Divas cantam o Rei

Helô Machado

O Rei gostou tanto que quase chorou. Afinal, foi a primeira vez que, mesmo sendo Sua Majestada, Roberto Carlos dividiu o palco com 20 fãs (muito) conhecidas do público, ou melhor, 20 mulheres totalmente apaixonadas por ele. Melhor ainda, 20 cantoras brasileiras cantando os sucessos que ele angariou com justiça nos primeiros 50 anos de sua carreira.

O show ‘Elas Cantam Roberto: Divas’, promovido pela Rede Globo e parte do Projeto RC 50 Anos, teve renda totalmente revertida para a Américas Amigas, instituição de prevenção ao câncer de mama (a R$ 1.200 o convite, deve ter arrecadado uma bela soma). O evento reuniu no Teatro Municipal de São Paulo um público variado de celebridades, socialites, jovens, casais elegantes e, no palco, uma seleção de mulheres, cantoras e intérpretes dos mais variados estilos e preferências, unidas por uma característica unânime: a admiração pelo Rei.

Com a tradicional orquestra RC ao fundo e um cenário de módulos variados e brilhantes, digno de uma noite de estrelas, o desfile de cantoras – e de vestidos à moda de cada uma – foi espetacular. Como a lista é grande, aqui vai apenas um registro da performance de cada uma e a música escolhida:

Hebe Camargo (a maior estrela): ‘Você Não Sabe’
Luiza Possi (a mais simplezinha): ‘Canzone per Te’
Zizi Possi (a mais estilosa): ‘Canzone per Te’ e ‘Proposta’
Alcione (a mais simpática): ‘Sua Estupidez’
Fafá de Belém (a mais irreconhecível): ‘Desabafo’
Celine Imbert (a mais nada a ver): ‘À Distância’
Daniela Mercury (a mais convencida): ‘Se Você Pensa’ e ‘Esqueça’
Wanderléa (a mais gata): ‘Esqueça’ e ‘Você vai ser o meu Escândalo’
Rosemary (a mais elegante): ‘Nossa Canção’
Fernanda Abreu (a mais descolada): ‘Todos Estão Surdos’
Paula Toller (a com look mais jovem): ‘As Curvas da Estrada de Santos’
Marília Pêra (a mais dramática): ‘120, 130, 150 por Hora’
Marina Lima (a mais certinha): Como Dois e Dois’
Sandy (a mais sem sal): ‘As Canções que você fez pra mim’
Martinália (a mais na dela): ‘Só você não sabe’
Adriana Calcanhoto (a mais meiga): ‘Do Fundo do meu coração’
Cláudia Leite (a mais nada): ‘Falando sério’
Nana Caymmi (a mais séria): ‘Não se Esqueça de mim’
Ana Carolina (a mais aplaudida): ‘Força Estranha’
Ivete Sangalo (a mais convencida parte 2): ‘Os Botões da Blusa’ e ‘Olha’

Ao final, Roberto emplaca mais uma vez sozinho com as suas ‘Emoções’. Público de pé. Ele emenda um emocionante ‘Como é Grande o meu Amor por Você’, com todas as Divas no palco, cada uma cantando um trecho com ele. Fecham-se as cortinas e se abrem novamente para o bis: ‘É Preciso Saber Viver’, com as 20 cantoras e… Sua Majestade.

Apesar do esforço tamanho e da belíssima homenagem às mulheres (e das mulheres), chega-se a uma conclusão rápida: ninguém canta Roberto Carlos como Roberto Carlos. Mas valeu. E se alguém duvidar do que foi dito aqui, que veja esta noite de gala na TV, no Especial da Globo, no próximo domingo, logo depois do Fantástico. Eu estarei lá. Roberto, espero ansiosa para ver as canções que você fez para mim. E para todas nós.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.