Narradores inusitados contam história de bibliotecas do Brasil em ‘Onde Moram os Livros?’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Narradores inusitados contam história de bibliotecas do Brasil em ‘Onde Moram os Livros?’

A escritora Daniela Chindler dá voz a personagens históricos e até a objetos para falar sobre seis 'casas de livros', entre elas a Biblioteca Nacional (RJ), a Mário de Andrade (SP) e a Pública do Estado do Rio Grande do Sul; ilustrações são de Bruna Assis Brasil

Bia Reis

24 de outubro de 2019 | 08h00

Onde Moram os Livros? Bibliotecas do Brasil

Crédito: Bia Reis/Estadão

Depois de apresentar aos leitores sete bibliotecas espalhadas pelo mundo, a escritora e contadora de histórias Daniela Chindler agora nos guia por seis espaços nacionais. Em Onde Moram os Livros? Bibliotecas do Brasil, Daniela passeia pelas bibliotecas Nacional (RJ), Mário de Andrade (SP), do Mosteiro de São Bento da Bahia, Pública do Amazonas, Pública do Estado do Rio Grande do Sul e o Real Gabinete Português de Leitura (RJ).

O eixo central do livro é a história de cada uma dessas bibliotecas e, para contá-las, Daniela mistura fatos históricos coletados por meio de intensa pesquisa. A grande sacada da obra são os narradores que a autora escolheu para falar sobre cada “casa de livros”.

ESTANTE DE LETRINHAS
No Instagram @blogestantedeletrinhas
No Facebook @blogestantedeletrinhas
Contato: estante.letrinhas@gmail.com
Onde Moram os Livros? Bibliotecas do Brasil

Crédito: Bia Reis/Estadão

Para a Biblioteca Nacional, Daniela tirou o imperador Pedro II de um sono de cem anos. É ele que, de casaca preta e cartola, conduz o leitor por uma das mais importantes bibliotecas do País e pela história que mescla um pouco de Portugal e um pouco do Brasil. Mas não só. O leitor é apresentado a muitos outros fatos e personagens históricos, como Johannes Gutenberg, inventor da prensa, que revolucionou a produção do livro.

Onde Moram os Livros? Bibliotecas do Brasil

Crédito: Bia Reis/Estadão

Quem fala sobre a Biblioteca Mário de Andrade é o próprio escritor, que conta sobre sua infância, sua paixão pelo piano e pelo futebol. Mário relembra também seus amigos Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Menotti Del Picchia e o movimento modernista, até sua entrada na Prefeitura de São Paulo.

Onde Moram os Livros? Bibliotecas do Brasil

Crédito: Bia Reis/Estadão

Outro espaço selecionado por Daniela é a Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul. Quem narra a história é uma estátua de bronze que fica no braço de uma poltrona que desde 1922 está na biblioteca. Ela ganha vida, sai passeando pelos andares e tece comentários curiosos sobre determinados objetos com quem divide o local. A estátua faz paralelos do passado com o presente. Conta que na época em que a biblioteca foi criada “o mundo pertencia aos homens, mesmo o mundo das artes” e, por isso, escritoras talentosas eram obrigadas a publicar seus livros com nomes masculinos.

As ilustrações de Bruna Assis Brasil são fundamentais no livro e ajudam a contar as histórias. Ela faz ilustrações por cima de fotografias das bibliotecas tiradas em vários períodos, e o resultado são páginas caprichadas, cheias de afeto, que aproximam o leitor dos espaços e de seus personagens.

Além de Daniela, participaram da pesquisa para o livro Flavia Rocha e Vinicius Zavalis. O projeto gráfico é de Gabriel Victal.

Daniela e Bruna já estiveram outras vezes nesta Estante de Letrinhas – Daniela, com Bibliotecas do Mundo, e Bruna, com Malala, a Menina que Queria Ir para a Escola, que tem texto de Adriana Carranca; Nuvem no Céu, Nuvem de Papel, escrito por Fabíola Braga; e A Menina que Parou o Trânsito, por Fabrício Valério.

ESTANTE DE LETRINHAS
No Instagram @blogestantedeletrinhas
No Facebook @blogestantedeletrinhas
Contato: estante.letrinhas@gmail.com

Serviço
Onde Moram os Livros? Bibliotecas do Brasil
Escritora: Daniela Chindler
Ilustradora: Bruna Assis Brasil
Realização: Sapoti e Parceiros da Educação – Rio de Janeiro
Preço médio: R$ 28

Tudo o que sabemos sobre:

Daniela ChindlerBruna Assis

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.