Objetos cotidianos ganham vida em ‘Impressão das Coisas’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Objetos cotidianos ganham vida em ‘Impressão das Coisas’

Autoras selecionaram garfo, colher, pregador, tesouras, pincel e folhas, entre muitos outros objetos, e desafiam o leitor a encontrá-los, impressos no papel, transformados em outras coisas

Bia Reis

25 de março de 2014 | 14h40

Há muito tempo artistas se utilizam de objetos do uso cotidiano para fazer arte. Em Impressão das Coisas, as autoras Mirella Marino e Renata Bueno lançaram mão do que elas próprias chamam de um “mundaréu de objetos” bem conhecido das crianças para dar vida às ilustrações que compõem a obra, lançamento da Companhia das Letrinhas.

Mirella e Renata selecionaram garfo, colher, pregador, tesouras variadas, apontador, pincel, tampa de caneta e folhas, entre muitos, muitos outros objetos, e agora desafiam os leitores a encontrá-los, impressos no papel, transformados em outras coisas.

Na imaginação das autoras-ilustradoras, um pente vira grandes dentes de um menino, um pássaro ganha bico de tesoura e um jacaré, boca de grampeador. Pregadores formam as paredes de um castelo e grampos de cabelo, galhos de árvores.

Confesso que terminei o livro com vontade de sair carimbando objetos por ai!

Para saber mais sobre a arte contemporânea na literatura infantil, clique aqui.

Tendências: