‘Guerra e Paz’ inspira história
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Guerra e Paz’ inspira história

Bia Reis

30 de julho de 2012 | 15h20

A mais importante obra monumental doada à Organização das Nações Unidas (ONU), os painéis Guerra e Paz, do brasileiro Candido Portinari (1903-1962), ganhou nova vida nas mãos do escritor Eraldo Miranda. Em Guerra e Paz, lançado recentemente pela editora Cria Mineira, Miranda imagina a história por trás dos dois painéis de 14 x 10 metros que, restaurados, vão rodar o mundo.

Com prefácio do cantor Milton Nascimento, o livro narra a história do ponto de vista da Mão Contadora de Histórias. Ela fala de guerras, desesperança e do encontro das Mãos Gélidas da Guerra com as Mãos da Paz. É uma obra para crianças e jovens sobre a cultura da paz.

O livro é ilustrado pelo designer Marcelo Alonso, que mergulhou nos estudos realizados para a criação dos painéis, além das própria obra. Ele utilizou recortes de papel digitalizados, simulando a técnica de colagem, para compor esta caprichosa edição, que foi produzida com um papel especial, de plástico reciclado.

Serviço
Guerra e Paz
Escritor: Eraldo Miranda
Ilustrador: Marcelo Alonso, utilizando os painéis de Candido Portinari
Editora: Cria Mineira
Preço:  R$ 57

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.