Após risco de acabar, Espaço de Leitura do Parque da Água Branca ganha 6 meses de sobrevida
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após risco de acabar, Espaço de Leitura do Parque da Água Branca ganha 6 meses de sobrevida

Fundo Social de São Paulo (Fussp), do governo do Estado, informou que lançará edital para renovar atendimento no local; em dez anos, Espaço da Leitura foi visitado por cerca de 300 mil pessoas. Confira programação do fórum anual que ocorre em maio

Bia Reis

11 de abril de 2019 | 11h45

Atualizado em 11/4 às 18h45

Crédito: Paulo Salava/Divulgação/Espaço de Leitura

Quem frequenta ou já foi passear no Parque da Água Branca, na zona oeste de São Paulo, certamente conhece o Espaço de Leitura. Criado em 2010, o projeto promove a literatura e o livro, com clubes de leitura, feiras de troca de títulos, apresentações culturais (como contações de história) e oficinas educativas, realizadas tanto para o público em geral como escolas públicas. Também faz formação de professores e um fórum anual sobre leitura.

Para se ter uma ideia da dimensão do Espaço de Leitura, cerca de 800 livros são retirados e lidos todos os meses e uma média de 3 mil pessoas participam mensalmente das atividades educativas e culturais. Desde 2010, mais de 300 mil pessoas visitaram o Espaço, sendo 25 mil estudantes da rede pública e de instituições sociais. Mais de mil eventos foram realizados e 55 mil livros, retirados. Em 2017, o projeto foi finalista do prêmio Instituto Pró-Livro – Retratos da Leitura, e no ano passado a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo certificou o Espaço como um projeto Amigo da Educação, em razão de sua contribuição para a valorização dos educadores.

ESTANTE DE LETRINHAS
No Instagram @blogestantedeletrinhas
No Facebook @blogestantedeletrinhas
Contato: estante.letrinhas@gmail.com

Num país que enfrenta grandes obstáculos na formação do leitor – basta ver o resultado da pesquisa divulgada nesta terça-feira, 9, pela Rede Nossa São Paulo -, projetos como este são de extrema importância, não é mesmo?

Crédito: Patrícia Maciel/Divulgação/Espaço de Leitura

Em meio a cortes na área da Cultura, o Espaço de Leitura corria o risco de acabar no dia 22 de maio, quando vence o contrato do Instituto Nova União da Artes (NUA) com o Fundo Social de São Paulo (Fussp), do governo de São Paulo, responsável pelo parque. O NUA procurou o Fussp para tratar da renovação, mas não obteve posicionamento. Procurado pelo blog, o Fundo primeiro informou que o assunto estava em discussão. Já nesta quinta-feira afirmou que o contrato será prorrogado por seis meses e que, depois, haverá a abertura de um edital.

Além do Espaço de Leitura, o NUA mantém no Parque da Água Branca o Espaço de Convivência do Idoso (ECI) e o projeto Intergeracional, que atende crianças e idosos. O contrato dos três programas, que tem 27 colaboradores no total, é de R$ 1,4 milhão por ano.

Fórum: Criança Lê o Quê?

Nos dias 3 e 4 de maio será realizado no Parque da Água Branca o 6.º Fórum do Espaço de Leitura, com mesas de discussão e oficinas sobre infância e literatura para crianças. Há cem vagas e as inscrições são gratuitas.

A ideia é proporcionar reflexões para que educadores, artistas e pesquisadores possam pensar conteúdos e práticas direcionadas às crianças. Na programação, há o seguinte questionamento: Como contemplar em nossas produções a complexidade e variedade do universo psicológico, emocional, cognitivo, social e cultura das crianças com quem nos propormos a dialogar?

DIA 3 DE MAIO, SEXTA-FEIRA

Das 9 às 12 horas
Infância
Bate-papo com Jera Guarani e José Soró, com mediação de Mayra Oi (mesa) e Marcos Felinto (público), para discutir a construção do conceito de infância e o entendimento de hoje de que as crianças têm seus próprios saberes e pesquisas.

Das 14 às 17 horas
Propostas pedagógicas e formação de professores
Bate-papo com Alberto Magalhães e Graça Rosa, com mediação de Renato Nonato (mesa) e Gil Porto (público), para debater as propostas pedagógicas que circulam entre professores e educadores. Elas realmente refletem uma mudança efetiva na forma de ensinar?

DIA 4 DE MAIO, SÁBADO

Das 9 às 12 horas
Leitura e literatura infantil
Bate-papo com Allan da Rosa e Mauricio Negro, com mediação de Tatiana Fraga (mesa) e Rafael Ribeiro Lucio (público), para discutir como são entendidas as crianças e a infância pelos produtores de conteúdo? Até que ponto as crianças são escutadas e levadas em consideração pelos profissionais? Nós, adultos, nos adaptados ou esperamos que as crianças se adaptem?

Das 14 às 16 horas
Vivência de jogos e brincadeiras
Oficina com educadores do Espaço de Leitura, que se voltarão para atividades no qual o corpo é protagonista e atua como leitor do mundo. Uma vivência de sensibilização corporal.

Das 16h30 às 18h30
Diários de Classe
Apresentação do documentário feito por Maria Carolina da Silva e Igor Souza, que traz Vânia Lúcia, Maria José e Tifany.

ESTANTE DE LETRINHAS
No Instagram @blogestantedeletrinhas
No Facebook @blogestantedeletrinhas
Contato: estante.letrinhas@gmail.com

 

Tudo o que sabemos sobre:

Espaço de LeituraParque da Água Branca

Tendências: