Desamparo e solidão para crianças
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Desamparo e solidão para crianças

Bia Reis

29 de agosto de 2012 | 16h10

Desamparo e solidão. Os dois temas, aparentemente difíceis de se tratar em um livro para crianças, estão no centro de Esperando Mamãe, lançamento da editora SM.

O livro conta a história de um menino que um dia caminha até a estação de bonde em busca de sua mãe. Faz frio, e as pessoas parecem não reparar no garoto. A cada motorista de bonde que chega, ele pergunta por sua mãe. Mas ninguém sabe dela.

O texto é um clássico infantil coreano, publicado pelo escritor Lee Tae-jun em 1938, em um período em que os japoneses ocupavam o seu país. A procura da mãe está inserida neste contexto de guerra e desaparecimento. Nascido em 1904 em Cheolwon, província de Gangwon, na Coreia do Sul, ele começou a escrever ainda criança e ganhou destaque a partir de 1925, com a publicação do seu primeiro conto, Nome de Moça.

Nesta versão, o ilustrador coreano Kim Dong-seong, que nasceu em 1970, em Busan, usa incríveis tons de marrom, amarelo e verde para compor uma atmosfera de desesperança  de grande impacto. É a prova de que um bom livro para crianças não precisa ter um final feliz.

Serviço
Esperando Mamãe
Escritor: Lee Tae-jun
Ilustrador: Kim Dong-seong
Editora: SM
Preço: R$ 34