Assinatura de livros para crianças, No Cangote do Saci, Natalino, pós e um Natal com literatura
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Assinatura de livros para crianças, No Cangote do Saci, Natalino, pós e um Natal com literatura

Nesta coluna do Estante de Letrinhas você conhecerá 8 clubes do livro, o lançamento sobre lendas do Brasil, a obra de Eliandro Rocha e Alexandre Rampazo que tem o Natal como cenário, a programação de A Casa Tombada e a campanha para dar livros

Bia Reis

21 de dezembro de 2018 | 13h00

Clube do livro: 8 serviços de assinatura para crianças

Os irmãos Ana Clara e Gael. Crédito: Hélvio Romero/Estadão

Assinatura de revistas, jornais e… livros! Você sabia que é possível fazer uma assinatura de livros infantis e recebê-los em casa mensalmente? A ideia de um serviço de assinatura de livros, também chamado de clube do livro, não é exatamente nova. Quem foi criança na década de 70 ou 80 talvez se lembre do Círculo do Livro. Mas a proposta foi modernizada e vem ganhando força nos últimos anos.

Em 2016, fiz um post sobre o assunto e na ocasião mapeei sete serviços de assinatura. Agora, atualizei o material. Alguns serviços prosseguem, outros foram descontinuados ou surgiram, e agora encontrei oito: os independentes A Taba, Clube Leitura, Clube Quindim, Doce Leitura, Garimpo Clube do Livro e Leiturinha e os ligados a editoras Brinque-Book e Expresso Letrinhas.

Em cada um deles você encontrará informações sobre como é feita a indicação do livro, quem faz a curadoria das obras, a base de assinantes, os planos disponíveis, com preço atualizado neste mês de dezembro, e minha opinião sobre o serviço. Mantive o mesmo link do post anterior – para acessar, clique aqui.

ESTANTE DE LETRINHAS
No Instagram @blogestantedeletrinhas
No Facebook @blogestantedeletrinhas
Para receber notícias por e-mail, escreva para estante.letrinhas@gmail.com

Novidade 1: Surpreenda-se com No Cangote do Saci

Crédito: Bia Reis

Assim como os contos de fadas, as lendas são resultado de um processo de construção coletiva e nos ajudam a elaborar questões difíceis, que nos causam dúvidas e incertezas e nos despertam desejos. Em No Cangote do Saci – Lendas do Brasil, a escritora Maria Amélia Dalvi e o ilustrador Daniel Kondo nos apresentam dez personagem que fazem parte desse imaginário brasileiro. Ao longo das páginas, o leitor se delicia com figuras já conhecidas e também descobre outras. Lá estão Curupira, Boto Rosa, Capelobo, Cobra-Norato e Maria Caninana, Boitatá, Iara, Cuca, Pássaro de Fogo, Barba-Ruiva e Saci.

Escolher apenas dez não foi fácil, me contou Maria Amélia, que é pesquisadora e professora da Universidade Federal do Espírito Santo. “Deixamos muitas de fora que nós dois amamos. Porém, conseguimos um rico painel do Brasil. As lendas com que trabalhamos apresentam tanto uma diversidade regional quanto uma diversidade em relação às questões de fundo”, disse a escritora.

Crédito: Bia Reis

Na primeira parte, o leitor é convidado a manipular o livro. Daniel, que assina também a concepção e o projeto gráfico da obra, revela os personagens e propõe uma brincadeira. Cada figura é dividida em três partes e o leitor pode criar outros personagens. O Curupira com o Boto Rosa vira um Curutorosa, ou um Botora, e assim por diante. Misturam-se as ilustrações e os nomes numa quase infinidade de opções. Uma graça!

Depois de aproximar os personagens dos leitores, os autores entram nas lendas em forma de prosa e poesia, com uma linguagem simples e referências contemporâneas. Conheci neste livro o Pássaro de Fogo, lenda de origem capixaba que fala de um amor proibido, e o Barba-Ruiva, do interior do Piauí. O projeto gráfico do livro é uma lindeza. Os desenhos da capa e da contracapa seguem pela orelha, e as guardas são todas ilustradas. A obra vem com uma espiral, não é encadernada, como são tradicionalmente os livros.

Serviço
No Cangote do Saci – Lendas do Brasil
Autores: Maria Amélia Dalvi (texto) e Daniel Kondo (ilustração e projeto gráfico)
Editora: Kondo Studio
Indicação etária da editora: A partir de 2 anos (para é para todas as idades!)
Preço médio: R$ 48
** Este livro foi publicado de maneira independente e está por enquanto à venda nas lojas Dengo.

#

Quer saber mais sobre o Daniel Kondo?

Crédito: Bia Reis

Daniel nasceu em 1971 em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e começou a trabalhar com ilustração quando era publicitário, passando, depois, para os livros para crianças. Ilustrou a coluna Últimas Palavras, no Estado. Foi finalista do Prêmio Jabuti com as obras Minhas Contas e Surfando na Marquise. Já morou em São Paulo e hoje está em Punta del Este, no Uruguai. Daniel já esteve outras vezes nesta Estante de Letrinhas – no suplemento impresso (edição número 2), com Monstros do Cinemae no blog, com Um Lugar Chamado Aqui.

Serviço
Monstros do Cinema
Autor: Augusto Massi (texto) e Daniel Kondo (ilustrações)
Editora: Sesi-SP
Indicação etária: A partir de 4 anos (para é para todas as idades!)
Preço médio: R$ 48

Serviço
Um Lugar Chamado Aqui
Autores: Felipe Machado (texto) e Daniel Kondo (ilustração)
Editora: Sesi-SP
Indicação etária: A partir de 6 anos (mas gente de todas as idades pode se encantar!)
Preço médio: R$ 32

Novidade 2: Para ler no Natal (e em outras horas!)

Crédito: Bia Reis

Você se lembra como descobriu a verdade sobre Papai Noel? Eu não lembro, mas minha mãe conta que foi um amigo na escola quem acabou com minha fantasia, e me chorar um tanto. Para os meus filhos, não foi um grande trauma: eles foram descobrindo aos poucos e demoraram para me falar, com medo de perder o presente. :o)

Na casa de Natalino, personagem de Eliandro Rocha e Alexandre Rampazo, a história foi diferente. O menino e seus irmãos nunca haviam recebido a visita do bom velhinho e, como todos os anos, a mãe diz que Papai Noel não aparecerá por causa dos cães: eles são ferozes e podem mordê-lo. Mas o irmão mais velho de Natalino amarra os cães na árvore do quintal, deixando o caminho livre e a mãe, entristecida, como no dia em que seu pai, avô dos meninos, se foi. Os meninos pedem, então, para ela fazer um jantar para receber o Papai Noel, mas o armário da cozinha está quase vazio. Cansadas de esperar a visita, as crianças vão dormir e, ao acordar, se deparam com o presente: um bolo. O malabarismo da mãe para manter a fantasia dos filhos é comovente e o desfecho, muito sensível.

Crédito: Bia Reis

O livro altera dois tempos: a véspera de Natal, dia 24, e o Natal, dia 25. A sequência da véspera de Natal é contada com textos e imagens de forma equilibrada. A narrativa do Natal, o peso maior é das ilustrações. A obra tem a pobreza como pano de fundo e aborda o luto e a sensação de perda que muitos de nós têm nesta época do ano, mas não há milagres nem lição de moral.

Serviço
Natalino
Autores: Eliandro Rocha (texto) e Alexandre Rampazo (ilustração)
Editora: Escrita Fina
Indicação etária da editora: A partir de 5 anos (mas é para todas as idades!)
Preço médio: R$ 29,80

#

Um pouco mais de Alexandre Rampazo

Paulistano, Alexandre Rampazo estudou design e foi diretor de arte até mergulhar no mundo da literatura. Acompanho seu trabalho desde o início desta Estante de Letrinhas: o primeiro post que fiz, em maio de 2012, foi coincidentemente sobre um livro que ele ilustrou, Era Uma Vez Três Velhinhas, escrito por Anna Cláudia Ramos. Escrevi também sobre A Princesa e o Pescador de NuvensEste É o Lobo e A Cor de Coraline (em reportagem publicada no Estado sobre empatia) e sobre outra obra que ele ilustrou: O Pequeno Samurai, de André Kondo. Tive, ainda, a alegria de publicar no suplemento impresso do Estante (edição nº 1) o conto inédito Coisas Perdidas.

Cursos: Pós-graduação em literatura infantil

Crédito: Divulgação/A Casa Tombada

Por muito tempo, quem queria se especializar em algum tema tinha a universidade tradicional como caminho natural. As universidades continuam aí, mas a cada ano surgem novos espaços de ensino, discussão e trocas, com propostas diferentes. Um deles é A Casa Tombada, em Perdizes, aqui em São Paulo. Se eu pudesse, morava lá. :o)

Um dos cursos d’A Casa Tombada que me enche os olhos é a pós-graduação O Livro Para a Infância: Processos de Criação, Circulação e Mediação Contemporâneos, que está com inscrições abertas até 21 de janeiro para a sexta turma, que começará no primeiro semestre de 2019. Desta vez, a pós será realizada uma vez por mês, durante um fim de semana, para ajudar quem não consegue se deslocar uma vez por semana, incluindo os apaixonados por livros infantis que moram fora de São Paulo.

A ideia da pós é criar um espaço de diálogo entre autores de livros para a infância, produtores, editores, designers, divulgadores, mediadores, educadores, bibliotecários e interessados em geral pelo assunto. Entre os temas que serão abordados estão a história da infância no ocidente; o livro como objeto de desejo, paixão e criatividade; leituras de imagem e a prática das narrativas visuais; mediação e seleção de acervo; e o sistema literário brasileiro pelo olhar da produção, edição e circulação.

O time de professores é incrível. Fazem parte dele Aline Abreu, autora de livros ilustrados e mestre em Crítica Literária pela PUC-SP; Angela Castelo Branco, poeta, criadora de A Casa Tombada e doutora em Arte e Educação pela Unesp; Camila Feltre, mestre em Arte e Educação pela Unesp; Carolina Moreyra, pesquisadora, roteirista e autora de livros ilustrados; Cristiane Rogerio, jornalista especializada em narração de história e coordenadora da pós; Giuliano Tierno, narrador de histórias, criador de A Casa Tombada e doutor em Arte e Educação pela Unesp; Letícia Liesenfeld, atriz, narradora de histórias e mestre em Comunicação e Artes pela Universidade Nova Lisboa; Luiza Christov, doutora em Educação pela PUC-SP e consultora de educação básica das redes privada e pública; Maria Silvia Oberg, assessora em projetos de literatura infantil e doutora em Ciência da Informação pela USP; Maria José Nóbrega, professora de formação de escritores e mestre em Filologia e Língua Portuguesa pela USP; Odilon Moraes, autor de livros ilustrados, pesquisador e mestrando em Artes pela Unicamp; Stella Battaglia, mediadora de leitura e doutora em Linguagem e Educação pela USP; Simone Paulino, jornalista, escritora e mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP; e Susana Ventura, escritora, professora e doutora em Letras pela USP.

Para participar do processo de seleção é preciso se inscrever pelo site d’A Casa Tombada e escrever uma carta de intenções. É preciso enviar documentos, que estão descritos no site, e passar por uma entrevista. A pós custa R$ 15 mil e há várias formas de pagamento, como parcelamento em até 30 vezes de R$ 483. Professores, educadores sociais e bibliotecários de instituições públicas e ONGs têm 15% de desconto.

As aulas serão realizadas em A Casa Tombada, na Rua Ministro de Godói, 109, ao lado do Parque da Água Branca, em Perdizes, e vão de fevereiro de 2019 a março de 2021.

#

Dose dupla n’A Casa Tombada

Crédito: Divulgação/A Casa Tombada

Quem não tem tempo para uma pós pode investir em cursos mais curtos. Uma opção é a Oficina de Criação de Livro Ilustrado – Palavra e Imagem, que os autores Odilon Moraes e Carolina Moreyra ministrarão n’A Casa Tombada. Aqui, a ideia é que os alunos vivenciem a experiência de criação do livro ilustrado, tipo de obra em que palavra e imagens narram a história. Nas aulas, Odilon e Carolina analisarão livros ilustrados clássicos e contemporâneos e irão propôr exercícios acompanhados de discussões individuais e em grupo. Ao final da oficina, o aluno terá produzido um protótipo de um livro ilustrado.

A oficina ocorrerá de 21 a 26 de janeiro de 2019: no dia 21, das 14 às 17 horas; nos dias 22, 23, 24 e 25, das 9h30 às 17 horas; e dia 26, das 10 às 13 horas. O curso custa R$ 900 e pode ser parcelado em até 12 vezes.

Campanha: No Natal, dê livros de presente!

Vira e mexe ouço gente dizer que não dá livros de presente porque não sabe o que escolher. Quem sofre com esse dilema pode apostar, por exemplo, num serviço de assinatura de livros – alguns serviços têm a opção de assinar por apenas um mês, para testar. Aqui neste post, você encontra sugestões de livros e autores e, a partir delas, é possível buscar outras obras e referências. Só não tenha medo!

Aproveito para desejar a todos vocês que acompanham esta Estante um ótimo fim de 2018 e um feliz ano-novo. Nos vemos por aqui em 2019! Grande beijo.

ESTANTE DE LETRINHAS
No Instagram @blogestantedeletrinhas
No Facebook @blogestantedeletrinhas
Para receber notícias por e-mail, escreva para estante.letrinhas@gmail.com