Périplo com Stanley Cavell, parte II: Ralph Waldo Emerson

“Quem deseja ser um homem tem que ser um dissidente”.