Em tradução: Óssip Mandelstam e Joseph Brodsky

Em tradução: Óssip Mandelstam e Joseph Brodsky

Leia tradução de Nelson Ascher em parceria com Boris Schnaidermam para poemas de Óssip Mandelstam, poeta russo assassinado durante o terror stalinista, e Joseph Brodsky, que buscou o exílio nos Estados Unidos em 1972.

Estado da Arte

05 de novembro de 2017 | 19h59

O poeta russo, nascido em uma abastada família de judeus poloneses em Varsóvia, foi assassinado a mando de Stálin.

ÓSSIP MANDELSTAM — EPIGRAMA

Vivemos sem sentir se há solo embaixo;

não se ouvem nossas vozes a dez passos.

Mas onde houver meia conversa, sempre

se há de lembrar o montanhês do Kremlin:

seus dedos grossos — dez vermes obesos;

suas palavras precisas como pesos;

seus bigodões risonhos de barata;

sua bota tão brunida, que ressalta.

Rodeado de cascudos mandachuvas,

distrai-se com sub-homens que subjuga:

um assobia, um rosna, um outro mia,

só ele é quem açoita, quem atiça,

e crava-lhes decretos-ferraduras

na testa ou no olho, na virilha ou nuca.

Degusta execuções como framboesas,

e o peito amplo de osseta lhe sobeja.

???? ???????????

?? ?????, ??? ????? ?? ??? ??????,

???? ???? ?? ?????? ????? ?? ??????,

? ??? ?????? ?? ?????????????,

??? ????????? ???????????? ?????.

??? ??????? ??????, ??? ?????, ?????,

? ?????, ??? ??????? ????, ?????,

????????? ??????? ???????

? ????? ??? ????????.

? ?????? ???? ????? ????????? ??????,

?? ?????? ???????? ?????????.

??? ???????, ??? ??????, ??? ??????,

?? ???? ???? ??????? ? ?????.

??? ???????, ????’? ?? ?????? ???? —

???? ? ???, ???? ? ???, ???? ? ?????, ???? ? ????.

??? ?? ????? ? ???? — ?? ??????

? ??????? ????? ???????.

(Tradução

JOSEPH BRODSKY

SOBRE A MORTE DE JÚKOV

(trad. Boris Schnaiderman/N.A., 1996)

Eu vejo netos, fila a fila, atentos,

a carreta, o cavalo e um ataúde.

O vento que me chega não alude

aos sopros russos a tocar lamentos.

Condecorado jaz quem fora forte:

o grande Júkov parte para a morte.

Guerreiro que arrasou muros, embora

sua espada fosse pior que a do oponente,

cujas manobras foram, Rússia afora,

dignas de Aníbal —ele, surdamente,

chegou, em desfavor e solitário,

ao fim como Pompeu e Belisário.

Derramar tanto sangue de soldado

no estrangeiro o deixara contrafeito?

Lembrou-se deles ao morrer num leito

branco e civil? Quem sabe está calado.

Que lhes dirá quando, no inferno agora,

encontrá-los? “Lutei pela vitória.”

Júkov não há de erguer mais, pelejando

por uma causa justa, a mão direita.

Repousa em paz! A história russa aceita

nas suas páginas muitos que, em comando,

marchavam bravos sobre solo alheio,

mas voltavam ao próprio com receio.

O Letes, Marechal, na sua voragem,

há de tragar tuas botas e o que digo.

Aceita-o como mínima homenagem

a quem salvou a pátria do inimigo.

Rufa, tambor, ressoa sem demora,

flauta marcial, feito uma ave canora.

?? ?????? ??????

???? ??????? ???????? ??????,

???? ?? ??????, ?????? ????.

????? ???? ?? ??????? ??? ??????

??????? ??????? ???????? ????.

???? ? ???????? ???????? ????:

? ?????? ??????? ????????? ?????.

????, ???? ???? ?????? ????

?????, ???? ??? ??? ??????? ?????,

??????? ??????? ? ?????????

???????????? ????? ???????? ??????.

????????? ??? ???? ????? ? ?????,

??? ????????? ??? ??????.

??????? ?? ?????? ????? ??????????

? ????? ?????! ??? ?, ????????

???????? ?? ??, ????????? ? ????????

????? ???????? ?????? ??????.

??? ?? ???????, ???????????? ? ??????

??????? ? ????? “? ??????”.

? ??????? ???? ????? ???????

?????? ??? ?? ???????? ? ???.

???! ? ??????? ??????? ????????

?????? ??? ???, ??? ? ???????? ?????

????? ??????? ? ????? ???????,

?? ???????????? ? ?????? ? ????.

??????! ???????? ?????? ????

??? ????? ? ???? ???????.

??? ??, ????? ?? – ?????? ?????

?????? ????????, ????? ??????.

???, ???????, ? ??????? ??????,

?????? ?????? ?? ????? ???????.

 

Nelson Ascher é poeta, trator e ensaísta, autor de Parte Alguma (Companhia das Letras) e Poesia Alheia – 124 poemas traduzidos (Imago). 

Boris Schneiderman (Ucrânia, 1917 – São Paulo, 2016) foi um dos maiores especialistas em língua e literatura russa no Brasil, tradutor e analista de um grande número de publicações dos grandes nomes da cultura russa.

Tendências: