Falando de Música: o começo da Temporada 2019

Falando de Música: o começo da Temporada 2019

Estado da Arte

21 de março de 2019 | 10h37

por Leandro Oliveira

Nos dias 18 e 19 de março a Cultura Artística abriu sua Temporada 2019 com um recital do violoncelista Antonio Meneses, acompanhado pelo pianista Cristian Budu. O evento ganhou ainda contornos de efeméride, a primeira apresentação nos palcos brasileiros no ano em que Meneses completa 60 anos de idade.

Num programa dedicado a obras de J. S. Bach e Heitor Villa-Lobos, ouvimos um Meneses pleno de seus recursos virtuosísticos – numa palheta realmente impressionante de cores, sobretudo na Sonata de Villa-Lobos que encerrou a primeira parte do programa. Nas mãos de Meneses, a Sonata demonstrou-se injustamente pouco conhecida, apresentada como uma partitura incandescente, plena de bravura, lirismo e uma impressionante jovialidade de formas assimétricas.

A peça foi um contraponto à leitura de J. S. Bach – entendidas pelo duo com alguma liberdade estilística, fraseado de articulações por vezes amplas de mais para meu gosto, mas sempre com execução irretocável. Cristian Budu, tirou do piano sonoridades densas cuja projeção, evidentemente comedida, acompanhou o violoncelo de modo muito orgânico. Uma pequena aula de música de câmera.

****

Neste dia 21 de março, a Osesp abre sua Temporada 2019.  A diretora musical da orquestra, em sua última temporada, cancelou sua participação por motivos pessoais, e será substituída pelo maestro Isaac Karabtchevsky. O programa anunciado em finais de 2018 sofreu uma pequena alteração e na segunda parte contará com a Sexta Sinfonia de Antonín Dvorak. Na primeira parte, ele está composto pelo segundo movimento da Sexta Sinfonia – Sobre a linha das Montanhas de Villa-Lobos e o Concerto para Violino de Jean Sibelius – por solista, Augustin Hadelich.

O programa será transmitido diretamente da Sala São Paulo pelas plataformas digitais, simultaneamente no website da Osesp, na página da Osesp no Facebook e no canal da Osesp no Youtube. A página do Facebook deste blog Estado da Arte compartilhará o evento para seus seguidores. O evento começa às 20h30.

****

Uma palavra sobre a Sinfonia nº 6 de Heitor Villa-Lobos. Seu título Sobre a Linha das Montanhas descreve parte da técnica de composição do maestro: ele desejava acompanhar com notas a linha do horizonte criada pelos contornos da paisagem. Faz algumas obras com este modelo – uma delas, uma peça para piano chamada New York Skyline. No segundo movimento da Sexta Sinfonia, são “homenageados” o relevo do Pão de Açúcar e trechos da Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro , assim como da Serra da Piedade, em Minas Gerais.

Leandro Oliveira é compositor e regente de orquestra, e anfitrião do projeto “Falando de Música” da Osesp. É doutorando em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie

 

Tendências: