Otto esquenta noite no SWU

Estadão

11 de outubro de 2010 | 14h39

Por Nicola Pamplona

Lotado, o palco Oi serviu como refúgio contra a gelada noite ituana durante o show do pernambucano Otto, na noite deste domingo. “Eu estou com calor”, garantiu o cantor, que encerrou a apresentação sem camisa, ao som de “Seis Minutos”, do disco “Certa manhã acordei de sonhos de intranquilos”. Otto já havia tirado o casaco na música de abertura do show, Filha, em um sinal de que a temperatura ali dentro seria bem superior ao frio do lado de fora.

Com um repertório que mesclou músicas do último disco com algumas canções anteriores – mas sem “hits” como Bob ou TV a Cabo, Otto dançou, rebolou, jogou água sobre a cabeça, chamou o festival de SWI e soltou pérolas non sense para a plateia, como a explicação de sustentabilidade como ‘a terceira dimensão que vem nessa caceta e faz a gente aprender de novo”. Na música Crua, modificada para entrar em trilha de novela, cantou o refrão original, com outro verbo no lugar do “fugia” gravado para o horário nobre da TV.

Otto veio acompanhado de uma banda de peso, liderada por Fernando Catatau, do Cidadão Instigado e produtor de “Certa Manhã…”, e com integrantes de grandes coletivos do rock brasileiro atual, como Pupillo, da Nação Zumbi.

# Acompanhe o festival SWU pelo Twitter, no @cultura_estadao
# Galeria de fotos

Tudo o que sabemos sobre:

OttoSWU

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: