Dia da Consciência Negra: um roteiro com as melhores atrações para celebrar a data em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dia da Consciência Negra: um roteiro com as melhores atrações para celebrar a data em São Paulo

Humberto Abdo

14 de novembro de 2019 | 15h18

Foto: Minimal Fotografia

+ Com programação em vários locais, o Festival Feira Preta 2019, dedicado à cultura negra, reúne feiras, palestras, shows e exposições. Um dos destaques é a exposição gratuita ‘Indumentárias Negras em Foco’, no IMS (Av. Paulista, 2.424, metrô Paulista, 2842-9120; 10h/20h; fecha 2ª), que destaca livros cujas imagens retratam as maneiras de vestir de algumas comunidades negras africanas e afro-brasileiras – em cartaz a partir de 3ª (19). O IMS também recebe o show ‘África em Nós’, com entrada gratuita, com nove músicos de várias nacionalidades – no dia 24/11, às 16h.

Na 3ª (19) e na 4ª (20), a partir das 22h, a Audio Club (Av. Francisco Matarazzo, 694, Barra Funda) recebe a festa ‘Black to the Future’, com nomes como BaianaSystem, Karol Conka e Rincon Sapiência (19/11), além de Baco Exu Do Blues, Gabz e Young Piva (20/11). Os ingressos custam de R$ 80 a R$ 120 e podem ser comprados pela internet (www.ticket360.com.br).

Na 4ª (20), às 17h, o Auditório Ibirapuera (Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 2) recebe o ‘Preta Jazz Festival’, com apresentações gratuitas de nomes como Amaro Freitas Trio, Ana Karina Sebastião e Lenna Bahule. Também na 4ª (20), às 14h, um palco na Praça da República conta com shows gratuitos de Jorge Ben Jor, Drik Barbosa (acompanhada dos DJs KL Jay e Nyack) e o Bloco Afirmativo Ilu Inã, com a participação da cantora Tássia Reis e de Melvin Santhana.

Outro destaque é a ‘Caminhada São Paulo Negra’, que ocorre no dia 23/11, às 10h, com ponto de encontro na Ladeira da Memória, próximo ao metrô Anhangabaú. O percurso de 3 km apresenta pontos importantes para a trajetória dos negros, com histórias narradas pelo jornalista Guilherme Soares Dias, pela turismóloga Ana Carolina Nyamekie e pelo fotógrafo e produtor cultural Heitor Salatiel – o ingresso custa R$ 20 e deve ser comprado pelo site www.diaspora.black. Até 8/12. Inf.: feirapreta.com.br

Foto: Raoni Reis

+ Como parte da programação da Virada da Consciência 2019, o Centro Cultural Fiesp promove contação de histórias que retrata a trajetória de Carolina de Jesus. Uma das principais escritoras negras do País, ela começou a narrar seu dia a dia em cadernos encontrados no lixo. Com Cia. do Núcleo. Livre. Av. Paulista, 1.313, metrô Trianon-Masp, 3549-4499. Sáb. (16), 15h30. Grátis (reservas pelo site: www.sesisp.org.br/meu-sesi).

+ Literatura, debates e música também fazem parte da programação da Virada da Consciência Negra deste ano, distribuídas em vários pontos da capital. Um dos destaques é a 7ª FlinkSampa, ciclo de debates sobre literatura e cultura negra na Faculdade Zumbi dos Palmares (Av. Santos Dumont, 843, Luz), com programação de 2ª (18) a 4ª (20) – a mesa de abertura, ‘Machado de Assis: Branqueamento e Identidade Negra’, ocorre na 2ª (18), às 10h30. Lançamentos e vendas de livros, quadrinhos e mangás ocorrem durante os três dias. Outra atração é o show do bloco afro Ilú Obá de Min, no Sesc Santana (Av. Luiz Dumont Villares, 579), com manifestações culturais de matrizes africanas e afro-brasileiras – na 4ª (20), às 18h. Dom. (17) a 4ª (20). Grátis.

+ Dedicada às identidades afro-indígenas, a mostra Experimentos Ancestrais, do artista Lumumba, reúne esculturas, máscaras e pinturas com pigmentos naturais, que retratam o caminho trilhado pelo artista em duas viagens ao Parque Indígena do Xingu, onde teve contato com as etnias Kalapalo e Kamaiurá. No dia 24/11, às 13h30, o artista guia uma visita gratuita pela mostra. Casa de Cultura Chico Science. Av. Pres. Tancredo Neves, 1.265, Ipiranga, 2969-7066. 9h/21h (dom. e 2ª, 9h/20h). Grátis. Até 15/12.

+ Rodas de capoeira e feira gastronômica e de artesanato integram o Encontro Nacional de Capoeira, além de shows das cantoras Carolina Soares (14h) e Paula Lima (15h30) no fim do evento. Das 11h às 13h, a Praça Cívica será tomada por grandes rodas de capoeira nos estilos Regional, Angola e Contemporânea. Em seguida, o Mestre Natanael conduz um canto de despedida, tradicionalmente executado no final das rodas. Artigos de artesanato afro-brasileiro e pratos como acarajé e vatapá estão entre os produtos vendidos na feira. Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, 3823-4600. 4ª (20), 10h/16h. Grátis.

Foto: Vanessa Soares

+ Na Biblioteca Infanto-Juvenil Monteiro Lobato, o espetáculo Quizumba (foto), do grupo Rainhas do Radiador, homenageia artistas negros do circo brasileiro. Com direção de Renato Ribeiro, a montagem é encenada pela atriz e palhaça Loi Lima. 45 min. Livre. R. Gen. Jardim, 485, V. Buarque, 3256 4122. Sáb. (16), 15h. Grátis.

+ O Museu Afro Brasil inaugura diversas mostras, que reúnem cerca de 300 obras, em celebração ao Dia da Consciência Negra. Uma instalação de Emanoel Araujo, gravuras de Rugendas, ensaio de Walter Firmo sobre Bispo do Rosário, além de um painel em homenagem aos 150 anos de nascimento de Mãe Aninha estão entre os destaques das mostras brasileiras. Já as estrangeiras incluem obras de Alphonse Yémadjè e Euloge Glélé, ambos de Benim, máscaras e esculturas do colecionador francês Christian Jack-Heymès, além de seis esculturas de ferro de Melvin Edwards. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, Pq. Ibirapuera, portão 10, 3320-8900. Inauguração: 4ª (20), 11h. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 19/1/2020.

+ No Itaú Cultural, o projeto Cenas Negras em Encruzilhadas – Áfricas + Américas apresenta três espetáculos entre os dias 22 e 24/11. No dia 22/11, às 21h, o espetáculo ‘Episódio I: Uenda-congembo (morrer)’ aborda temas como tensões étnicas e busca de identidade. Em 23/11, às 21h, é a vez de ‘Episódio III: Banzo e os Filhos dos Antigos’. E no dia 24/11, às 20h, ‘A Grande Encruzilhada: Brasil + EUA (de antigos cantos novos poemas)’ explora semelhanças e diferenças entre a cultura negra dos estados brasileiros Minas Gerais e São Paulo e o Alabama, nos Estados Unidos. Todos os espetáculos têm direção de Luciano Mendes de Jesus. Itaú Cultural. Sala Multiuso (70 lug.). Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1777. 22 e 23/11, 21h; 24/11, 20h. Grátis (retirar ingresso 1h antes).

+ No ‘Show dos Santos’, a cantora Fabiana Cozza canta músicas sobre o universo da mitologia africana. Sesc 24 de Maio. Teatro (216 lug.). R. 24 de Maio, 109, metrô República, 3350-6300. 4ª (20), 18h. R$ 9/R$ 30. Cc.: D, E, M e V. Cd.: D, E, M e V.

+ O projeto Instrumental Poesia apresenta um show especial de Kl Jay e Roberta Estrela D’Alva, que unem poesia falada às batidas do rap e hip-hop. Sesc Avenida Paulista. Praça. Av. Paulista, 119, metrô Brigadeiro, 3170-0800. 3ª (19), 20h30. R$ 9/R$ 30.

+ Apresentações musicais, espetáculos e cinema fazem parte da programação da unidade do Sesc Belenzinho. Na 4ª (20), às 18h, tem show do cantor, compositor, violonista e percussionista Mateus Aleluia (ingresso: R$ 9/R$ 30). Da Cia. de Teatro Heliópolis e dirigida por Miguel Rocha, a montagem ‘(in)Justiça’ estreia na 6ª (15) e fica em cartaz até dezembro – com apresentações toda 6ª e sábado, às 20h; domingo, às 17h; e sessão extra na 4ª (20), às 17h (ingresso: R$ 9/R$ 30). Além disso, haverá a exibição de documentários sobre artistas negros de destaque: ‘Mussum, um Filme do Cacilds’, dirigido por Susanna Lira – na 3ª (19), às 19h30; e ‘Clementina’, de Ana Rieper, sobre a sambista Clementina de Jesus, no dia 26/11, às 19h30. Neste caso, os ingressos são gratuitos (retirar 30 minutos antes da sessão). R. Pe. Adelino, 1.000, Belenzinho, 2076-9700. Inf.: www.sescsp.org.br/belenzinho

Foto: JF Diorio/Estadão

+ Jogos, brincadeiras e visitas temáticas fazem parte da programação especial do Museu do Futebol (foto). Na 4ª (20), das 10h às 11h30, o local organiza uma oficina de bonecas Abayomi, originalmente feitas como amuletos a partir de retalhos de roupas de mulheres escravas. No mesmo dia, às 10h30 e às 14h, uma visita educativa com ponto de encontro na Sala Grande Área será conduzida por educadores para estimular os visitantes a refletirem sobre as personalidades negras presentes no acervo do museu. Pça. Charles Miller, s/nº, Pacaembu, 3664-3848. 4ª (20), 10h/16h. R$ 20 (até seis anos, grátis).

+ No Pavilhão de Exposições do Anhembi, o evento beneficente Os Bambas reúne shows com nomes como Fundo De Quintal, Leci Brandão (ambos no dia 16/11), Belo e Dudu Nobre (ambos no dia 17/11). Como ingresso, basta doar um quilo de alimento não perecível por pessoa. Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana. Sáb. (16) e dom. (17), 11h/23h. Grátis.

+ No domingo (17), às 15h, a Biblioteca de São Paulo promove a ação Brincando e Aprendendo, que reúne jogos teatrais e brincadeiras educativas a partir da publicação ‘Kakopi, Kakopi’, de Rogério Andrade Barbosa. No domingo (17), às 16h, e no dia 22/11, às 15h, o local recebe contações de histórias sobre a cultura afro-brasileira. Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, metrô Carandiru, 2089-0800. Grátis.

Tendências: