‘Tudo Vai Ficar Bem’, de Wim Wenders, está entre estreias de cinema da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Tudo Vai Ficar Bem’, de Wim Wenders, está entre estreias de cinema da semana

Rafael Sousa Muniz de Abreu

10 de março de 2016 | 17h39

 

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Após um documentário sobre Sebastião Salgado, Tudo Vai Ficar Bem marca a volta do alemão Wim Wenders à ficção. No longa, Tomas (James Franco), um escritor, atropela e mata uma criança num acidente. Após o episódio, passa anos tentando lidar com o trauma, enquanto visita Kate (Charlotte Gainsbourg), a mãe do garoto.

 

Astrágalo é o nome do osso do pé da protagonista do longa, Albertine (Leila Bekhti). Ao tentar fugir da cadeia onde está presa, a moça o fratura, dificultando sua vida de foragida. Baseado no romance homônimo de Albertine Sarrazin, o longa é dirigido por Brigitte Sy, mãe de Philippe Garrel e Esther Garrel, que também atua no filme.

 

O austríaco Boa Noite, Mamãe mostra uma mulher (Susanne Wuest) que, após realizar uma cirurgia cosmética no rosto, volta para casa onde mora com os filhos gêmeos, Elias e Lukas (Elias e Lukas Schwarz). Assustados com o rosto coberto por curativos, eles se sentem ainda mais ameaçados por comportamentos estranhos dela.

 

O Presidente, indicado ao prêmio Orizzonti no Festival de Veneza 2014, apresenta um estadista
em crise. Destituído após um golpe, o presidente (Misha Gomiashvilli), em meio ao tumulto, tenta fugir do país com seu neto (Dachi Orvelashvili). No novo governo, no entanto, a cabeça do líder está a prêmio, o que dificulta a viagem.

 

É o Amor (leia resenha aqui)
(C’est l’amour, França/2015, 97 min.) – Drama. Dir. Paul Vecchiali. Com Pascal Cervo, Astrid Adverbe, Julien Lucq. Desconfiada de que seu marido, Jean (Julien Lucq), a trai, Odile (Astrid Adverbe) cria um plano para se vingar. Ao se envolver com um ator (Pascal Cervo), ela provoca desdobramentos inesperados, mudando o rumo de sua estratégia.

Little Boy – Além do Impossível
(Little Boy, México-EUA/2015, 106 min.) – Drama. Dir. Alejandro Monteverde. Com Jakob Salvati, Emily Watson, David Henrie. James Busbee, um mecânico, é mandado para a Segunda Guerra Mundial, deixando a mulher e dois filhos. Um deles, o pequeno Pepper, é o que mais sente saudade de James, e um encontro com um padre e um mágico o fazem acreditar que o poder para trazer seu pai de
volta a salvo está dentro de si.

O Presidente
(The President, Alemanha-França-Geórgia/2014, 120 min.) – Drama. Dir. Mohsen Makhmalbaf. Com Misha Gomiashvili, Dachi Orvelashvili, Ia Sukhitashvili. Um homem apresentado apenas como ‘o presidente’ tenta fugir do país que governava com seu neto de cinco anos. Eles tentam sair do lugar porque o regime brutal que ele liderava foi deposto num golpe de Estado. Temerosos, ambos têm de se disfarçar para que não sejam denunciados em troca de uma recompensa.

A Série Divergente: Convergente
(The Divergent Series: Allegiant, EUA/2016, 121 min.) – Ficção Científica. Dir. Robert Schwentke. Com Shailene Woodley, Zoë Kravitz, Theo James. Na terceira parte da trama adaptada da série de livros de ficção científica, Beatrice e Tobias conseguem transpor a cerca que os prendem, mas são logo capturados por uma agência misteriosa.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.