São Paulo ganha Centro de Esportes Radicais no Bom Retiro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

São Paulo ganha Centro de Esportes Radicais no Bom Retiro

Celso Filho

10 de março de 2016 | 18h08

Centro de Esportes Radicais de SP

Pistas de pump track estão entre as atrações do espaço. Foto: José Patricio/Estadão

Atualização: por conta das chuvas, a inauguração, marcada para este sábado (12), foi adiada para o dia 26/3.

BMX, patins, parkour e skate são algumas das modalidades que podem ser praticadas no Centro de Esportes Radicais, que será inaugurado no dia 26/3. Em uma área de mais de 38 mil m2 na Marginal Tietê, o espaço ocupa um antigo terreno ao lado do Estádio de Beisebol Mie Nishi.

O projeto da Prefeitura teve investimento de R$ 13,4 milhões para criar um complexo de pistas e circuitos com obstáculos para diferentes práticas esportivas, como uma área exclusiva para o parkour e uma rampa de skate. “Todos os equipamentos receberam um acompanhamento técnico de profissionais e atletas da área, desde o projeto”, explica Carlos Alberto de Lima, coordenador de esportes radicais da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação.

Entre os destaques do lugar, há três pistas de pump track – um circuito de elevações e curvas onde é possível andar de bicicleta, patins ou patinete. São três níveis de dificuldades: de iniciante a avançado. Também está em processo de revitalização uma antiga arena de sumô que já estava no local.

As atividades no complexo serão acompanhadas por monitores e será obrigatório o uso de equipamento de segurança. O espaço também possui um ambulatório.

Em uma segunda fase do projeto, ainda sem previsão de abertura, será construído um ginásio. Do lado de fora, também está programada a criação de duas paredes para escalada e um palco. A ideia é que, no futuro, o centro receba shows, campeonatos e outros eventos esportivos.

ONDE: Centro de Esportes Radicais. Av. Presidente Castelo Branco, 5.700, Bom Retiro. QUANDO: 8h/22h. Inauguração: 26/3. QUANTO: Grátis.

O QUE TEM LÁ

+ Para os skatistas, há uma mini pista, em formato de ‘U’

+ Um playground traz obstáculos e brinquedos para crianças

+ Há três pistas asfaltadas de pump track para skate, patins e bicicletas, com diferentes níveis de dificuldade

+ Próximo à entrada, um ginásio abriga uma arena de sumô

+ Paredes e blocos de concreto formam o circuito para a prática de parkour, com 650 m2

+ Equipamentos de ginástica e alongamento compõem uma academia ao ar livre

+ Ao redor do espaço, há ciclovia e pista para caminhada

+ Uma área de convivência, que inclui mesas com tabuleiro para jogo de damas, por exemplo, permite um momento de descanso

+ Há um ambulatório e monitores acompanharão a prática de esportes radicais

+ Duas pontes ligam o centro esportivo ao Estádio de Beisebol Nie Mishi. Lá, uma quadra para treinamento está sendo construída

Tudo o que sabemos sobre:

BMXCentro de Esportes Radicaisparkourskate

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.