Remontagem de ‘Roda Viva’, de Chico Buarque, está entre as estreias da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Remontagem de ‘Roda Viva’, de Chico Buarque, está entre as estreias da semana

Júlia Corrêa

29 Novembro 2018 | 16h00

Em 1967, Chico Buarque fazia sua primeira incursão pelo teatro – uma peça escrita depois de assistir ao espetáculo ‘O Rei da Vela’, texto de Oswald de Andrade dirigido por Zé Celso Martinez Corrêa, do Teatro Oficina. Não demoraria para, no ano seguinte, sua peça, Roda Viva, estrear no Rio de Janeiro, em encenação dirigida pelo próprio Zé Celso e estrelada por nomes como Marieta Severo, Heleno Prestes e Antônio Pedro. A repressão que sofreu em apresentações posteriores, em São Paulo e Porto Alegre, fez do espetáculo um marco na resistência à ditadura militar.

Foto: Jennifer Glass

Agora, 50 anos depois, Zé Celso volta a apresentar a peça, que estreia no Sesc Pompeia e vai, depois, para o Teatro Oficina, onde seguirá em cartaz até fevereiro (www.teatroficina.com.br). O trabalho foi, antes de tudo, um marco na linguagem do teatro brasileiro por fazer, por exemplo, um retorno ao coro grego, incorporando-o diretamente na trama do personagem Benedito Silva, músico de sucesso inventado e fabricado pela mídia. A nova montagem atualiza esse e outros aspectos, trazendo, no elenco, nomes como Roderick Himeros, Gui Calzavara e Joana Medeiros.

210 min. 14 anos. ONDE: Sesc Pompeia. Teatro (774 lug.). R. Clélia, 93, 3871-7700. QUANDO: 5ª (6), 7 e 8/12, 20h; 9/12, 18h. QUANTO: R$ 15/R$ 50.

CONFIRA OUTRAS NOVIDADES

Estreias

Rilke
Sob direção de Arieta Corrêa, o ator Ivo Müller interpreta monólogo que aborda o universo do poeta de língua alemã (1875-1926) Rainer Maria Rilke a partir de sua produção epistolar. 60 min. 12 anos. Biblioteca Mário de Andrade. Auditório. (175 lug.). R. da Consolação, 94, Consolação, 3775-0002. 2ª (3), 8 e 10/12, 19h. Grátis (retirar ingresso 1h antes).

Emergência
A Companhia Antropofágica propõe reflexões sobre como a arte se ‘comporta’ diante do atual momento da humanidade. 90 min. 18 anos. Espaço Pyndorama (60 lug.). R. Turiaçu, 481, Perdizes, 3871-0373. Estreia 3ª (4). 3ª a 6ª, 20h; sáb. e dom., 19h e 21h. Grátis. Até 21/12.

Reestreias

Pequena Ladainha Anti-dramática para a Reunião de Emergência dos Catedráticos do Instituto Feitosa Bulhões, a Excelência do Ensino em mais de Cinco Décadas de Funcionamento
Com direção de Chico Carvalho, a peça da Cia. do Bife gira em torno de uma reunião sobre o comportamento inadequado de um professor em sala de aula. 60 min. 12 anos. Teatro do Núcleo Experimental (65 lug.). R. Barra Funda, 637, Barra Funda, 3259-0898. A partir de sáb. (1º). Sáb. e dom., 20h. R$ 30. Até 16/12.

Porque a Criança Cozinha na Polenta
A Cia. Mungunzá encena peça baseada na obra da romena Aglaja Veteanyi. Adaptada pelo diretor Nelson Baskerville, a história é narrada por uma menina cujos pais são artistas circenses exilados de seu país. 80 min. 16 anos. Teatro de Contêiner Mungunzá (99 lug.). R. dos Gusmões, 43, metrô Luz, 97632-7852.A partir de 6ª (30). 6ª, sáb., dom. e 2ª, 20h. Pague quanto quiser. Até 10/12.

São Paulo Refúgio
O primeiro espetáculo do grupo Performatron discute a situação da população de refugiados e imigrantes que vive hoje em São Paulo. Dir. Conrado Dess. 80 min. 14 anos. Caixa Cultural São Paulo (90 lug.). Pça. da Sé, 111, Centro, 3321-4400. A partir de 6ª (30). 5ª a dom., 19h15h. Grátis (retirar ingresso a partir das 9h do dia do espetáculo). Até 9/12.