Recomeço insólito
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Recomeço insólito

Redação Divirta-se

07 de janeiro de 2021 | 19h47

RÊ PROVA

Toda semana, Renata Mesquita vai reprovar absurdos vistos por aí nessa nova rotina imposta pela pandemia    

Novo ano, tempo de recomeço, traçar metas, olhar para o futuro que nos espera…. Mas, sejamos sinceros: a tradicional mensagem de “Feliz Ano Novo”, não faz lá muito sentido nesse inicio de 2021. Talvez um “Muita força e fé neste novo ano” seria mais conveniente…

Neste ano, nem mesmo expectativas consegui criar – dos poucos “rituais” que praticava até então. Difícil não é mesmo? Depois de ver (já sabia, mas sempre pode ser pior, e foi) as praias lotadas e postagens nas redes de pessoas arrumados de branco em festas de réveillon Brasil afora, sem a menor vergonha na cara, o único sentimento que me resta é angústia mesmo. Que belo jeito de começar o ano.

Na minha brevíssima lista de desejos de 2021 (alô vacina!) quero que aqueles que foram em busca da sua “saúde mental” depois de um ano dificílimo – cof, cof, para todos – nas praias e festas abarrotadas e que começam a desembarcar na cidade tenham ao menos a mínima noção de ficar em casa nas próximas semanas. Se possível, até a vacinar chegar. Não é pedir muito vai? Imagino que já tenha dado para ter um gostinho da vida de antigamente: dançar, amontoar, se desligar dos problemas do dia a dia. Delícia.

Agora, se agarre a essas lindas lembranças criadas e fique de boa. Porque meus pais, que ficaram sozinhos na noite do dia 31 de dezembro, têm de ir ao mercado vez ou outra, trabalhar, ir ao banco, o que seja, não importa. Os meus, e os de muitos outros que passaram a virada quietinhos, longe dos queridos, preservando a saúde deles (e a sua também). Afinal, a sua saúde mental/emocional – sei lá qual foi a sua desculpa para a escapadinha – está pronta para um recomeço, certo?

Tudo o que sabemos sobre:

QuarentenaCoronavírus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.