Quer saber? Palmas pra você
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quer saber? Palmas pra você

Redação Divirta-se

05 de novembro de 2020 | 15h22

Toda semana, Renata Mesquita vai reprovar absurdos vistos por aí nessa nova rotina imposta pela pandemia    

“Você não ouviu esse podcast ainda? Não acredito. É essencial para entender o momento que vivemos hoje. São só cinco episódios, duas horas cada. Ainda engoli a tetralogia da Elena Ferrante e comecei a estudar psicanálise, me encontrei.”

Ahhhhhh, parem agora. Não quero saber o que você “conquistou” na sua quarentena. Se você fez mil e uma coisas com seu tempo “livre” fico feliz por você, mas não é uma competição, meu bem.

Parece que precisa contar, gritar pro mundo, o que fez para dar sentido para a sua reclusão. E tá, até entendo, dá uma sensação de “o meu ano não foi em vão”. Mas para o seu tempo ser útil, não precisa colocar o do outro em confronto. A glória já é toda sua, palmas para você.

Eu mesma não fiz nada de útil nos meses de isolamento (que continua ainda na medida do possível), e não estou nem aí. Abracei essa “não conquista”, feliz. Não fiz cursos online, não entrei em clube de leitura, não redescobri minhas aptidões na cozinha, na marcenaria, jardinagem (pelo contrário, só matei as plantas que já existiam em casa), nem nada parecido.

Até engordei uns bons quilinhos, passei semanas sem levantar do sofá – o home office foi dali mesmo –, onde emendei o horário de trabalho com a maratona de séries repetidas, que já sabia de cor e salteado, e quer saber? Foi lindo! Trabalhei, fiz minha comida básica e li uns livros que já queria ler, programação normal.

Meu serviço esta semana é este meu desabafo: escancarar a minha autêntica realidade à sua disposição, para que, assim, você não sinta essa necessidade.

Afinal, vamos ser sinceros? A verdade é que tudo isso que estamos passando é difícil, não precisa ser otimista. Damos mais esperança e apoio ao outro quando mostramos nossas fragilidades, e não apenas nossas forças.

Tudo o que sabemos sobre:

CoronavírusQuarentena

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: