Quatro exposições em São Paulo que abordam a história do Brasil
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quatro exposições em São Paulo que abordam a história do Brasil

Júlia Corrêa

06 de maio de 2019 | 16h49

Marc Ferrez/Acervo IMS

Marc Ferrez: Território e Imagem
A retrospectiva (foto acima) reúne 300 imagens e documentos do fotógrafo que se consagrou pelos diversos registros que produziu do País. Com curadoria de Sergio Burgi, a mostra contempla diferentes fases do fotógrafo – desde 1867, quando iniciou sua carreira, até 1922, ano anterior à sua morte. Há, por exemplo, seus trabalhos como membro da Comissão Geológica do Império do Brasil, com a qual percorreu as diversas regiões brasileiras, e também seu olhar para a modernização do País. IMS. Av. Paulista, 2.424, metrô Paulista, 2842-9120. 10h/20h (5ª, 10h/22h; fecha 2ª). Grátis. Até 21/7.

Tarsila Popular
Tarsila do Amaral é homenageada em mostra com 120 pinturas e desenhos, em uma seleção que propõe um novo olhar para temas, narrativas e personagens ligados à cultura popular. São elementos que estiveram presentes em diversas fases de sua produção – desde o período ‘Pau-Brasil’ (com obras como ‘Estrada de Ferro Central do Brasil’), passando pelo ‘Antropofágico’ (com destaque para ‘Abaporu’, que chega à cidade vinda do acervo do Malba, na Argentina) até o ‘Social’ (com trabalhos como ‘Operários’). Masp. Av. Paulista, 1.578, metrô Trianon-Masp, 3149-5959. 10h/18h (3ª, 10h/20h; fecha 2ª). R$ 40 (3ª, grátis). Até 28/7.

Os Anos em que Vivemos em Perigo
A exposição busca rever os movimentos de contestação proeminentes na década de 1960 – período no qual, apesar da censura imposta pela ditadura militar, houve uma intensa produção de artistas que se mobilizavam contra o regime vigente. São 50 obras de artistas ligados a diferentes tendências, do pop ao surrealismo, que manifestam inquietações políticas e comportamentais. Assim, o público poderá conferir trabalhos em diversos suportes de nomes como Antônio Henrique Amaral, Anna Maria Maiolino, Carmela Gross, Cláudio Tozzi e Wesley Duke Lee.

Paralelamente, o Projeto Parede, que ocupa o corredor entre o saguão do MAM e a Sala Milú Villela, vai exibir a instalação ‘Paisagem Moderna’, de Leda Catunda. Expoente da Geração 80, a artista apresenta uma colagem feita de tecidos com estampas criadas ou apropriadas por ela, buscando compor um panorama brasileiro com referências à visão de artistas modernos para a paisagem do País. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5085-1300. 10h/18h (fecha 2ª). R$ 7 (sáb., grátis). Até 28/7. 

Guilherme Peters
Em ‘Não Pense em Crise, Trabalhe!’, o artista apresenta novas aquarelas e instalações com reflexões sobre episódios políticos ocorridos no Brasil desde 2013. Na Sala Antonio, a galeria exibe também ‘Le Retour des Sans-Culottes’, filme iniciado por ele em 2013, com investigações acerca desse mesmo contexto do País. Na abertura da exposição, o artista apresenta a performance ‘Retrato do Presidente’. Vermelho. R. Minas Gerais, 350, Higienópolis, 3138-1520. 10h/19h (sáb., 11h/17h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 25/5.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.