Bate-volta: confira atrações culturais em cidades perto de SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bate-volta: confira atrações culturais em cidades perto de SP

Redação Divirta-se

23 Julho 2015 | 18h50

Indicamos museus, passeios e festivais em seis cidades do interior, que valem viagens de um dia – para você curtir bem o fim das férias

Muitas vezes, sair de São Paulo por um dia já é suficiente para se sentir em uma viagem de férias. Com a vantagem de não precisar se planejar ou gastar tanto. Pensando nisso, o Divirta-se selecionou atrações culturais em seis cidades do interior. São festivais de arte e música, como o Serrinha, em Bragança Paulista, e os de Campos do Jordão e de Paranapiacaba (vila ferroviária de Santo André que você vê na foto acima). Tem ainda um museu voltado à aviação, em São Carlos; a casa onde viveu o pintor Portinari, em Brodowski; e até o Sítio do Picapau Amarelo, inspirado nos personagens de Monteiro Lobato, em Taubaté. A seguir, você também confere dicas de restaurantes e passeios em cada uma das cidades – para encher o dia todo.

PREPARE-SE:

1) A maioria dos destinos permite um bate-volta tranquilo. Mas dependendo de seu pique, para algumas cidades, pode ser mais cômodo reservar uma diária de hotel. Observe a distância que indicamos em cada página (medida a partir da Praça da Sé) e programe-se.

2) Algumas atrações podem não aceitar cartão de crédito ou débito. Então, procure levar uma quantia em dinheiro suficiente para o dia todo de passeio. Também é bom tirar da gaveta uma folha do talão de cheques. Assim, não perde tempo atrás de um caixa eletrônico.

3) A ideia é relaxar, claro. Mas, para aproveitar ao máximo o dia, vale vencer a preguiça de fim de semana e sair bem cedo rumo à cidade escolhida. Mesmo durante o inverno, lembre-se de levar protetor solar, além de um chapéu ou boné para caminhadas ao ar livre.

Bragança Paulista (86 km)

Serrinha 1

Foto: Divulgação

Com um formato pouco usual – que mistura artes visuais, música, moda e fotografia – o Festival de Arte Serrinha é um ótimo pretexto para pegar a estrada. O evento, que vai até o dia 1º/8, ocorre em uma fazenda reconhecida pelo Ibama como reserva ecológica. Lá, 113 hectares abrigam trilhas, mirantes e 11 grandes obras de arte a céu aberto (foto). Em 2015, o tema da mostra é ‘Ressonhar Mundos’. Entre os eventos previstos para essa reta final da programação, vale destacar os shows dos cantores Otto, neste sábado (25), às 23h59, e de Alzira E., no domingo (26), às 19h. Inf.: www.arteserrinha.com.br

Dá pra aproveitar o fim de semana na fazenda e na cidade. No centro de Bragança Paulista, um festival de inverno reúne atrações de teatro, cinema e música. Na arena, que fica às margens do lago do município, o multi-instrumentista Hermeto Pascoal encerra a programação com um show gratuito marcado para domingo (26), às 18h. Inf.: braganca.sp.gov.br

Bragança

Foto: Divulgação

Pertinho da Serrinha, fica o Galpão Busca Vida e o charmoso restaurante Ca De Mezz Amig. Estr. da Serrinha, Km3 , 97170 – 3286. Sáb. 12h30/ 16h e 20h30/23h30; dom., 12h30/16h.

A linguiça calabresa bragantina é a maior especialidade da cidade. Quem quiser prová-la, pode ir ao Bar Rosário, estabelecimento tradicional, em funcionamento desde 1947, que serve diversos tipos do embutido em fartas porções e em sanduíches. R. Br. de Juqueri, 6, 3403-1020. 10h30/15h30 e 17h30/
23h (dom. a 3ª, 10h30/ 15h30).

 Taubaté (137 km)

FOTO 1 - Monteiro Lobato2_Luciano Coca AE

 

Foto: Luciano Coca/Estadão

+ Não é à toa que Taubaté é considerada a Capital da Literatura Infantil – a cidade é a terra natal de Monteiro Lobato. Aproveite para visitar o Sítio do Picapau Amarelo (foto acima) – na propriedade de seu avô, onde o escritor passou a infância. O espaço tem 20 mil m2, com um parque e a casa-museu. O público é recebido pelos personagens dos livros e há espetáculos e atividades recreativas aos fins de semana. Av. Monteiro Lobato, s/nº, (12) 3625-5062. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis.

+ Os artesãos taubateanos fazem parte da tradição da cidade. Seus trabalhos em argila podem ser conhecidos, e também comprados, na Casa do Figureiro. R. dos Girassóis, 60, (12) 3624-5983. 8h/18h (sáb., 19h/17h; dom., 9h/14h). Grátis.

+ Taubaté também é a terra de Mazzaropi. Há um museu dedicado à vida e à obra do comediante. Estr. Municipal Amácio Mazzaropi, 249, (12) 3634-3447. 8h30/12h (fecha 2ª). R$ 10.

+ O distrito de Quiririm foi povoado por imigrantes italianos. Além de ter um festival em abril, o lugar tem bons restaurantes – como a Cantina Gadioli (R. Sebastião Costa Manso, 51, 12-3686-1683) e a Casa da Elisa (R. Virgílio Valério, 57, 12- 99772-0294).

Paranapiacaba (62 km)

paranapiacaba 1 - FOT MAIOR - O FESTIVAL

O 15º Festival de Inverno de Paranapiacaba chega aos últimos dias, com atrações musicais em palcos na Rua Direita, no Antigo Mercado e no Clube União Lyra Serrano (Av. Antonio Olyntho, s/nº). Entre os shows do clube, o cantor Pélico mostra, sábado (25), às 18h, seu recente álbum ‘Euforia’; e Iara Rennó interpreta, no domingo (26), às 18h, o repertório do disco ‘Drama’ (1972), de Maria Bethânia. O Expresso Turístico da CPTM, que sai da Estação da Luz, faz um bate-volta diferente à região. Mas é concorrido, então, vale se programar para futuros fins de semana. Programação: http://oesta.do/festparanapiacaba

No parque municipal Nascentes de Paranapiacaba, há trilhas de vários níveis, em 400 hectares de mata atlântica. A das Hortênsias, com 325 m, é a mais fácil e dura meia hora. Para a visita, é obrigatório estar acompanhado
de um monitor, contratado no Centro de Visitantes do local. R. Direita, 343, 4439-0321. 9h/16h (sáb., dom. e fer., 9h/17h; fecha 2ª).

foto 2 --- museu ferroviario

O Museu Ferrovário exibe maquinário de um funicular (sáb. e dom., 10h/16h; R$ 5) e promove passeios em uma Maria Fumaça de 1867 (dom., 10h/16h; R$ 10). Pátio Ferroviário, s/nº (acesso pela passarela), 2695-1151.

A geleia de cambuci, fruta bastante utilizada na gastronomia local, acompanha a costela suína do restaurante Estação Cavern Club. A opção, servida com couvert, salada e sopa, sai por R$ 63 por pessoa. O local também tem café colonial, com mais de 20 itens, das 8h às 10h (R$ 30). Av. Fox, 525, 4421-1760 e 4439-0194. Sáb. e dom., 8h/últ. cliente.

São Carlos (237 km)

FOTO 1 - MUSEU TAM 2 4692800519_a2cbb9d159_o

Com 20 mil m², o Museu TAM é o maior acervo de aviação mantido por uma companhia aérea. Lá, os visitantes aprendem sobre a história da aviação nacional e internacional observando de perto modelos raros como o Cessna 140, cuja fuselagem tem a assinatura de Getúlio Vargas, ou o hidroavião Jahú (foto), que cruzou o Oceano Atlântico em 1927, pilotado pelo paulista João Ribeiro de Barros. Por mais R$ 20, o visitante usa o simulador de voo, que emula um caça americano F-18. Rod. SP 318, km 249,5, (16) 3306-2020. 10h/16h (fecha 2ª e 3ª). R$ 25

O Observatório Dietrich Schiel, da USP, promove observações do céu noturno às sextas, aos sábados e domingos. Os objetos celestes visíveis vão do planeta Saturno a nebulosas. Av. Trabalhador São-carlense, 400, (16) 3373-9191. 6ª, sáb. e dom., 20h/22h. Grátis.

FOTO 2 -- Salão Espaço 7

O bar, café e restaurante Café 7, no Centro, serve boas massas artesanais (R$ 31). R. 7 de Setembro, 1447, (16) 3415-1026. 18h30/23h30 (6ª, 18h30/0h30; sáb., 12h/15h e 18h30/ 0h30; dom., 12h/15h).

No Espaço Cultural Acervo Antonio Ibaixe, estão cem gravuras de Salvador Dalí, todas inspiradas em ‘A Divina Comédia’. Mas só é possível visitar a exposição de terça a sexta. R. Major José Inácio, 2.048, (16) 3419-8987. 10h/16h (fecha sáb., dom. e 2ª). Grátis.

Campos do Jordão (172 km)

Festival Campos

Foto: Rodolfo Martins/Div.

O Festival de Campos do Jordão é um dos principais eventos de música clássica do País. No sábado (25), sob regência de Eduardo Pereira, a Banda Sinfônica do Exército abre a programação da Praça do Capivari. No programa, obras de Alfred Reed, Leonard Bernstein, entre outros. Na sequência, apresentação da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos (foto acima), regida por Luís Gustavo Petro. Martin Kuuskmaan (fagote) é o solista participante do concerto, composto por obras de Sergei Rachmaninov e Tõnu Kõrvitz. Pça. do Capivari. Sáb. (25), 12h e 16h30. Grátis. Inf.: www.festival camposdojordao.org.br

Com trajeto estimado em 25 minutos, o bonde que sai da estação Emílio Ribas passa por diversas paradas da Estrada de Ferro Campos do Jordão, vai até o portal da cidade, e retorna ao local de origem. 10h/17h (sáb. e dom., 10h/16h). R$ 12.

Campos 2

Foto: Divulgação

No Parque Estadual Campos do Jordão, quatro trilhas podem ser percorridas. Av. Pedro Paulo, s/nº, (12) 3663-3762. 9h/16h (todos os dias de julho). R$ 12 (crianças até 13 anos e idosos com mais de 60 anos, grátis).

Na fábrica do Chocolate Araucária, dá para ver sua produção e conhecer um espaço onde é contada a história do chocolate. Os visitantes também podem frequentar a loja e o café. R. Amadeu Carletti Jr., 255, (12) 3668-9581. 10h/18h. Grátis.

Brodowski (347 km)

FOTO 1 -- MCP_Fotos Renata Beltrão (7)

Foto: Renata Beltrão/Divulgação

+ Brodowski é a terra natal de Candido Portinari. Desde 1970, sua antiga moradia virou o Museu Casa de Portinari (foto acima) e é a principal atração da cidade. Além de objetos pessoais do artista e seu ateliê, o espaço também abriga um acervo de desenhos e murais espalhados pelo cômodos. Depois de passear pela casa, ande pelo jardim até a Capela da Nonna. O espaço foi construído por Portinari em 1941 para que sua avó pudesse rezar. O museu está com uma programação de férias, com atividades recreativas para crianças. Pça. Candido Portinari, 298, (16) 3664-4284. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis.

+ Ribeirão Preto fica a cerca de 30 km de Brodowski e está no caminho para quem sai de São Paulo. Se passar por lá, visite o Museu do Café. Todos os domingos, a partir das 10h, há o projeto Café com Chorinho, com apresentação do grupo Os Roxinóis. USP Ribeirão Preto. Av. Prof. Dr. Zeferino Vaz, s/nº, (16) 3633-1986. Dom., 10h. Grátis.

+ Quase um patrimônio cultural de Ribeirão Preto, a choperia Pinguim é um dos bares mais antigos da cidade – foi inaugurado em 1937. R. Gal. Osório, 389, (16) 3610-8258. 10h/1h.

+ Próximo ao Pinguim está o elegante Theatro Pedro II – o terceiro maior teatro de ópera do País, inaugurado em 1930. Entre as peças em cartaz, o comediante Eduardo Sterblitch comemora dez anos de carreira com o espetáculo ‘Use Me’, neste sábado (25). R. Álvares Cabral, 370, (16) 3977-8111. Sáb. (25), 21h. R$ 60/R$ 100.