Pimentel reabre em Moema com clássicos franceses no menu
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pimentel reabre em Moema com clássicos franceses no menu

Lucineia Nunes

25 de fevereiro de 2016 | 16h30

Destaque - Pimentel

Filé ao poivre com canoa de batata ao creme de queijo gratinado

Há algumas semanas o alagoano Antônio Vasconcelos Pimentel voltou a fazer o que gosta: receber os clientes (muitos deles velhos conhecidos), sugerir os pratos do cardápio e checar o serviço nas mesas. Há 53 anos, o empresário mudou-se para São Paulo com o sonho de trabalhar em restaurantes. De lá para cá, passou por casas que fizeram história, como Ca’d’Oro, La Cocagne e Le Coq Hardy. De 1980 a 2010, comandou o próprio Pimentel, fechado para dar lugar a um edifício. Na sequência, tocou o Poivre até o início de 2015. Agora volta à ativa com a reabertura do Pimentel.

O bistrô – adaptado nos ambientes de uma casa – tem ares de antigamente, assim como o cardápio, onde clássicos franceses dividem espaço com pratos italianos, entre massas e risotos (R$ 36/R$ 93), e ‘invenções’ do dono em parceria com o chef José Faria, que o acompanha há 30 anos. É o caso do bom saint peter (tilápia) com molho de jabuticaba, purê de banana-da-terra e amêndoas (R$ 38,50); e do filé de robalo com molho de acerola e creme de espinafre (R$ 49).

O filé ao poivre com molho de pimentas verdes e canoa de batata ao creme de queijo gratinado (R$ 51) faz jus ao posto de carro-chefe da casa, com a carne ao ponto, molho equilibrado e ótima batata. Na seção de sobremesas, o creme brulée (R$ 15) – que poderia ser mais sedoso – é finalizado com o maçarico no salão. Para beber, a taça de tinto ou branco custa R$ 22,50.

ONDE: Av. Moema, 839, Moema, 4306-5011.

QUANDO: 19h/0h (sáb., 12h/16h e 19h/0h; dom., 12h/17h; fecha 2ª).

QUANTO: Cc. e Cd.: M e V.

Tudo o que sabemos sobre:

Pimentel Bistrô

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.