Peça sobre questões indígenas está entre as estreias de teatro da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Peça sobre questões indígenas está entre as estreias de teatro da semana

Júlia Corrêa

12 Janeiro 2017 | 18h23

Imatra/Divulgação

Imatra/Divulgação

Se Eu Fosse Iracema
Na peça (foto acima) idealizada por Fernando Marques e Fernando Nicolau, a atriz Adassa Martins dá vida a diversos personagens ligados ao universo indígena, com seus mitos e ritos de passagem. 60 min. 16 anos. Sesc Ipiranga. Auditório (30 lug.). R. Bom Pastor, 822, 3340-2000. Estreia 6ª (13). 6ª, 21h30; sáb., 19h30; dom., 18h30. R$ 6/R$ 20. Até 12/2.

As Folhas Secas Morrem no Mar
Na peça, com texto de Chico Tomaz e direção de Sérgio Pardal, três lavadeiras com vidas marcadas por tragédias discutem seus conflitos à beira de um rio. Com Edna Rosane, Nicole D’Fiori e
Helaine Lima. 60 min. 12 anos. Espaço Parlapatões (100 lug.). Pça. Franklin Roosevelt, 158, Consolação, 3258-4449. Estreia 4ª (18). 4ª, 21h. R$ 40. Até 1º/3.

Manual Prático da Mulher Desesperada
Dirigida por Ruiz Bellenda e estrelada por Adriana Birolli, a peça, inspirada em três contos de Dorothy Parker, narra o desespero de uma mulher sozinha em uma noite de sábado, à espera da ligação do namorado. 70 min. 14 anos. Teatro Itália. Sala Drogaria São Paulo (290 lug.). Av. Ipiranga, 344,
metrô República, 3255-1979. Estreia 6ª (13). 6ª e sáb., 21h30; dom., 19h. R$ 50/R$ 60. Até 26/2.

Neura
Com texto e direção de Regiana Antonini, a peça expõe as neuroses humanas a partir de oito esquetes, nas quais atores se desdobram em vários personagens que vivem angústias como transtorno obsessivo, ciúmes e medo de elevador. 80 min. 14 anos. Teatro Gazeta (650 lug.). Av. Paulista, 900, metrô Trianon-Masp, 3253-4102. Estreia 6ª (13). 6ª, 21h; sáb., 21h30; dom., 20h. R$ 70/80. Até 19/2.

Orgulho da Rua Parnell
Com texto do dramaturgo Sebastian Barry e direção de Darson Ribeiro, a peça centra-se em um casal que relata como a relação de dez anos dos dois foi interrompida por um ato de violência do marido. Com Alexandre Tigano e Claudiane Carvalho. 75 min. 12 anos. Verniz Galeria (50 lug.). R. Álvaro de Carvalho, 318, Centro, 97655-3687. Estreia sáb. (14). 2ª e sáb., 20h; dom., 19h. R$ 60. Até 19/2.

Projeto Rastejar
Com texto e direção de Wagner Menddes Vasconcelos, a peça mostra três atores que ensaiam uma peça sobre o período escravagista. Um deles, impactado pelo trabalho, passa a questionar valores pessoais e do teatro. 60 min. 14 anos. Com Dani Corrêa, José Alessandre e Roberto Santos. Viga Espaço Cênico. Sala Piscina (35 lug.). R. Capote Valente, 1.323, Pinheiros, 3801-1843. Estreia 3ª (17). 2ª e 3ª, 21h. R$ 40. Até 28/3.

Uma Shirley Qualquer
O monólogo inglês ‘Shirley Valentine’, de Willy Russel, ganha versão brasileira assinada por Miguel Falabella e estrelada por Susana Vieira. Cansada da indiferença do marido e dos filhos, a protagonista é presenteada por uma amiga com uma viagem para a Grécia. Teatro Renaissance (448 lug.). Al. Santos, 2.233, Jd. Paulista, 3069-2286. Estreia 6ª (13). 6ª, 21h30; sáb., 21h; dom., 18h30. R$ 100. Até 26/3.

Vaga Carne
O solo da diretora, dramaturga e atriz Grace Passô aborda temas ligados a identidade. Uma mulher narra o que sente enquanto sujeito e questiona como se dá essa sua imagem para os outros. 50 min.
14 anos. Sesc Pompeia. Espaço Cênico (50 lug.). R. Clélia, 93, 3871-7700. Estreia 6ª (13). 5ª a sáb., 21h; dom., 19h. R$ 7,50/R$ 25. Até 5/2.