Peça inspirada na vida de Alice B. Toklas, companheira de Gertrude Stein, é uma das estreias de teatro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Peça inspirada na vida de Alice B. Toklas, companheira de Gertrude Stein, é uma das estreias de teatro

Redação Divirta-se

04 de agosto de 2016 | 19h48

Júlia Corrêa

Alice, Retrato de Mulher que Cozinha ao Fundo
O monólogo, com Nicole Cordery, centra-se na vida de Alice B. Toklas, autora de um famoso livro de receitas parisienses e personagem da ‘autobiografia’ escrita pela companheira Gertrude Stein. A peça integra o projeto Escritoras na Boca de Cena e tem direção de Malú Bazán. 60 min. 14 anos. Sesc Consolação (48 lug.). R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. Estreia 8/8. 2ª e 3ª, 20h. R$ 6/R$ 20. Até 30/8.

Foto: João Caldas

Foto: João Caldas

#Bora Balzaquiar
Com o uso de recursos multimídia e inspiração em romance de Honorè de Balzac, a peça, com direção de Paulo Goulart Filho, discute os dilemas e conflitos existenciais de Júlia, Joana e Janaína, personagens que vivenciam a conhecida ‘crise dos 30 anos’. 65 min. 10 anos. Teatro Santo Agostinho (690 lug.). R. Apeninos, 118, Liberdade, 9 9401-2180. Estreia 6/8. Sáb., 20h30. R$ 50. Até 29/10.

A Cartomante
Com direção de Paulo Rogério Lopes, a peça da Cia. Faz e Conta leva ao palco quase a íntegra do conto homônimo de Machado de Assis, que narra o triângulo amoroso entre Vilela, Camilo e Rita. 50 min. 14 anos. Teatro Viga Espaço Cênico (35 lug.). R. Capote Valente, 1.323, Pinheiros, 3801-1843. Estreia 6/8. 6ª e sáb., 21h; dom., 19h. R$ 40. Até 28/8.

A Confissão de Leontina
Com direção de Kléber Montanheiro, a peça é inspirada no conto de mesmo nome da escritora Lygia Fagundes Telles, candidata ao Nobel. A protagonista Leontina faz uma retrospectiva de sua vida, relembrando sua infância pobre – época em que, apesar das dificuldades, era mais feliz do que agora, co- mo mais uma habitante da cidade grande. 75 min. Teatro Viradalata (270 lug.). R. Apinajés, 1387, Perdizes, 3868-2535. Estreia 5/8. 6ª, 21h. R$ 40. Até 30/9.

Haiti Somos Nós
A peça, prevista inicialmente para estrear no dia 3/8, é fruto de um projeto de iniciação teatral promovido pela Cia. Os Satyros com refugiados haitianos. Letícia Sabatella, Maria Casadevall e Pascoal da Conceição contracenam com os alunos da oficina. 120 min. Livre. Centro Cultural Olido. Sala Olido. (293 lug.). Av. São João, 473, metrô República, 3331-8399. 5/8 e 6/8, 20h; 7/8, 19h. Grátis (retirar ingresso 1h antes).

As Luzes do Ocaso
A trama desenvolve-se em torno da personagem Lanuza Mayer, uma ex-vedete que vive isolada e mantém guardados escândalos e segredos de seus tempos áureos no teatro de revista. Dir. Neyde Veneziano. 75 min. 14 anos. CCBB (130 lug.). R. Álvares Penteado, 112, Centro, 3113-3651. Estreia 10/8. 4ª, 5ª e 6ª, 20h. R$ 20. Até 7/10.

Paranoia
O ator Marcelo Drummond, que também dirige a peça, apresenta espetáculo a partir da obra homônima do poeta Roberto Piva. 90 min. 18 anos. Teat(r)o Oficina. (300 lug.). R. Jaceguai, 520, Bixiga, 3106-2818. Estreia 5/8, 22h. Sáb., 22h; dom., 21h. R$ 10/R$ 30. Até 4/9.

Pequenas Esperanças
A nova peça da Cia. do Feijão trata da literatura infantojuvenil nos anos 1970. Com músicas da época, dois ‘autores’ contam suas histórias durante a ditadura e explicam por que optaram por tal gênero. 60 min. Livre. Sede da Cia. do Feijão. (50 lug). R. Dr. Teodoro Baima, 68, República, 3259-9086. Estreia 8/8. 2ª e 3ª, 21h. Grátis. Até 30/8.

Tudo o que sabemos sobre:

Divirta-seteatro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: