O que vem por aí: as atrações culturais que vão movimentar São Paulo em 2020
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que vem por aí: as atrações culturais que vão movimentar São Paulo em 2020

Redação Divirta-se

01 de janeiro de 2020 | 20h52

Confira o que o novo ano reserva para a agenda de São Paulo, em áreas como cinema, música, teatro e exposições

Júlia Corrêa e Renato Vieira

Foto: Tiago Queiroz/Estadão

+ Destruído por um incêndio no fim de 2015, o Museu da Língua Portuguesa acaba de ter suas obras de restauro e readequação de espaço concluídas. Com a promessa de ser ainda mais interativo, o museu tem reinauguração prevista para 25/6. Até lá, passará por ajustes de gestão e de disposição das áreas de exposição. Entre as novidades, estão experiências como ‘Línguas do Mundo’, que destaca 20 dos idiomas mais falados no planeta; ‘Falares’, com diferentes expressões e sotaques nacionais; e ‘Nós da Língua Portuguesa’, que ressalta a diversidade cultural da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Ah, vale dizer que o prédio vai contar com reforço contra incêndio e ampliação de recursos de acessibilidade.

Foto: Joca Duarte

+ A inauguração da sede definitiva do Paço das Artes, até então prevista para o ano passado, ficou para 2020. Depois de se despedir de suas dependências na USP, em 2016, a instituição, dedicada à promoção da arte contemporânea, passou a promover mostras no Museu da Imagem e do Som (MIS). Completando agora 50 anos, passará a ocupar o Casarão Nhonhô Magalhães (foto), patrimônio histórico tombado, localizado na esquina da Rua Albuquerque Lins com a Avenida Higienópolis. A abertura do espaço, marcada para 25/1, será marcada pela inauguração da exposição ‘Limiares’, de Regina Silveira, com curadoria de Priscila Arantes, diretora da instituição. A programação será totalmente gratuita.

MÚSICA

Foto: Jorge Adorno/Reuters

+ Em 16/5, o Kiss (foto) faz show da turnê de despedida, ‘End of The Road’. Na apresentação, que ainda conta com ingressos à venda, a banda de Gene Simmons deve relembrar clássicos como ‘Rock and Roll All Nite’.

+ O cantor Michael Bublé faz três shows no Brasil em 2020. Vista por mais de 500 mil pessoas, a turnê ‘An Evening With Michael Bublé’ passa por São Paulo no dia 25/10, no Allianz Parque. Em novembro, ele lançou o álbum ‘Love’, com uma releitura do clássico ‘When I Fall in Love’.

+ Depois de anunciar um retorno aos palcos em setembro, a banda britânica McFly passa por São Paulo no dia 26/3, com show no Unimed Hall. Atualmente, o grupo de Tom Fletcher trabalha no projeto ‘The Lost Songs’, com músicas como ‘Red’ e ‘Touch the Rain’.

+ Ao lado de convidados como Criolo, Flávio Venturini e Maria Rita, Milton Nascimento encerra a turnê ‘Clube da Esquina’, no Espaço das Américas, nos dias 17 e 18/1. ‘Nada Será Como Antes’ e ‘Cravo e Canela’ estão entre os clássicos que o cantor e compositor relembra nas apresentações.

+ Maria Bethânia estará de volta a São Paulo, no dia 14/3, com o show ‘Claros Breus’. No palco do Unimed Hall, a cantora baiana relembra sucessos da carreira e canções que nunca registrou em disco, como o hit ‘Evidências’, que marcou a carreira de Chitãozinho & Xororó.

+ Pela primeira vez se apresentando no Brasil para o público em geral, Taylor Swift faz show no Allianz Parque, em duas datas: 18 e 19/7. Na apresentação, ela destaca as músicas que gravou no álbum ‘Lover’, que saiu em agosto. A estrela pop foi indicada ao prêmio Grammy por este trabalho.

+ Após passar por uma cirurgia e cancelar shows no Brasil em 2019, Eros Ramazzotti se apresenta no Espaço das Américas em 18/2. Além de músicas incluídas em seu novo álbum, ‘Vita Ce N’è’, o cantor italiano também interpreta as marcantes baladas ‘Cose Della Vita’ e ‘Otra Como Tú’.

+ De 3 a 5/4, o Lollapalooza está de volta ao Autódromo de Interlagos. A escalação dos artistas que participam do festival conta com Guns N’ Roses, Lana Del Rey, The Strokes, Gwen Stefani – além de Emicida, Clarice Falcão e Pabllo Vittar, nomes de ponta da música nacional contemporânea.

+ O inglês Harry Styles se apresenta no Allianz Parque no dia 7/10. Na turnê ‘Love on Tour’, ele mostra canções do álbum ‘Fine Line’, que acaba de ser lançado. ‘Watermelon Sugar’ e ‘Adore You’ são as músicas que foram escolhidas como singles do disco, o segundo solo do artista.

+ O sambista Jorge Aragão comemora 70 anos de vida com o show ‘Jorge 70’, que estará no palco do Tom Brasil em 1º/2. A escola de samba Rosas de Ouro participa da apresentação. No repertório, estão os sucessos ‘Vou Festejar’ e, ‘Coisinha do Pai’, também famosos na voz de Beth Carvalho.

EXPOSIÇÕES

Foto: © Museu Egizio

+ O CCBB vai receber, a partir de 19/2, Egito Antigo: do Cotidiano à Eternidade (foto), com 140 peças vindas do Museu Egípcio de Turim. Esculturas, pinturas, objetos litúrgicos e sarcófagos compõem a mostra.

+ Com o eixo temático ‘Histórias da Dança’, o Masp apresenta, já em março, exposições de Hélio Oiticica e Trisha Brown. Ao longo do ano, ainda serão exibidas obras de Senga Nengudi, Mathilde Rosier, Edgar Degas e Beatriz Milhazes, além de uma mostra coletiva com o mesmo nome do eixo.

+ Em 2020, a relação entre arte e urbanidade pauta as mostras da Pinacoteca, que celebra 115 anos. A primeira exposição do ano é dedicada à dupla Osgemeos (28/3). Na sequência, uma parceria com a Terra Foundation trará obras de nomes como Edward Hopper, Horace Pippin e Cindy Sherman.

+ Já em janeiro, o IMS abre uma grande mostra dedicada ao fotógrafo alemão Peter Scheier (1908-1979), que registrou as transformações sociais do Brasil entre os anos 1940 e 1950. Em março, destaca a produção da chilena Paz Errázuriz, com retratos de pessoas marginalizadas na sociedade.

+ Vindas do Museu Albertina, de Viena, gravuras de mestres como Rembrandt, Picasso, Toulouse-Lautrec e Dürer serão exibidas, a partir de abril, em exposição no Instituto Tomie Ohtake. Mariana Palma, Tatewaki, Pierre Verger, Walmor Correa e Di Cavalcanti também terão mostras no ano.

+ A primeira exposição do ano na Galeria Millan, que ocorrerá entre os meses de fevereiro e março, será dedicada ao pintor e gravador paulistano Rodrigo Andrade. Para o primeiro semestre, estão previstas ainda mostras individuais de Tunga, Túlio Pinto e Tatiana Blass.

+ No Centro Cultural Fiesp, a mostra ‘Retratos de Mulheres por Mulheres’, com curadoria de João Kulcsár, vai reunir, a partir de 25/1, ensaios de fotógrafas como Claudia Andujar, Maureen Bisilliat, Cris Bierrenbach, Marcela Bonfim, Luisa Dörr, Denise Camargo e Ana Carolina Fernandes.

+ A mostra ‘Gravuras Milenares das Antigas Grutas de Gongyi’, prevista para fevereiro, é um dos destaques da programação do MAB-Faap. A partir de março, o museu ainda exibe um recorte de sua coleção a partir de ideias expostas por Hannah Arendt em sua obra ‘A Condição Humana’.

+ Em março, o MIS receberá a exposição ‘John Lennon em Nova York’, com registros do dia a dia do músico feitos pelo fotógrafo Bob Gruen. Em maio, celebra 50 anos de atividade com a mostra ‘50 Anos de Música’ – um panorama do cenário musical brasileiro, com curadoria de Duda Leite.

+ No MAM, a programação se inicia com retrospectiva do pintor e gravurista Antonio Dias, morto em 2018. A seleção inclui obras criadas desde os anos 1960 até as mais recentes. Ao longo do ano, artes decorativas da família Gomide-Graz e tapeçarias de Douchez e Nicola também ganham destaque.

CINEMA

Foto: Universal

+ 007 – Sem Tempo para Morrer, com estreia prevista para 9/4, traz de volta Daniel Craig (foto) como o agente secreto mais famoso do cinema. Rami Malek, Ralph Fiennes e Naomie Harris também estão no elenco.

+ Cotado ao Oscar, Um Lindo Dia na Vizinhança chega aos cinemas no dia 23/1. Tom Hanks interpreta Fred Rogers, criador de um popular programa infantil, que fica amigo de um jornalista que faz uma reportagem sobre ele. Marielle Heller (‘Poderia me Perdoar?’) dirige a produção.

+ Outra produção que deve estar nas premiações do Oscar, Judy – Muito Além do Arco-íris traz Renée Zellweger como a atriz e cantora Judy Garland. O filme se passa em 1968, durante uma viagem de Judy a Londres para uma série de concertos. Estreia em 30/1.

+ Em Mulher-Maravilha 1984, a atriz Gal Gadot encarna, mais uma vez, a super-heroína. No filme, ela precisa combater dois vilões, Maxwell Lord (Pedro Pascal) e Cheetah (Kristen Wiig). Com previsão de estreia para 4/6, o longa-metragem foi dirigido por Patty Jenkins.

+ Dira Paes, Danielle Winits e Eduardo Moscovis estão no elenco de Veneza, dirigido por Miguel Falabella e Hsu Chien. O filme conta a história de Gringa, uma cafetina cega que deseja conhecer a cidade italiana. A provável herdeira do bordel decide ajudá-la a realizar o sonho. Estreia dia 30/4.

+ Baseado na obra da escritora Tati Bernardi, Depois a Louca Sou Eu tem Débora Falabella como protagonista. Ela interpreta Dani, com um histórico de crises de ansiedade. Com direção de Júlia Rezende (‘De Pernas pro Ar 3’), a produção tem estreia prevista para 23/4.

+ Clint Eastwood dirige O Caso Richard Jewell, baseado em uma história real. Jewell, que trabalha como segurança, é falsamente acusado de ser terrorista e ter planejado um atentado a bomba nos Jogos Olímpicos de 1996. Leonardo DiCaprio é um dos produtores do filme, que estreia em 2/1.

+ Charlize Theron, Margot Robbie e Nicole Kidman estão em O Escândalo. A produção é baseada em uma história real, sobre mulheres que acusaram o diretor de televisão do canal americano Fox News de assédio sexual. Com direção de Jay Roach, deve estrear no dia 16/1.

+ José Eduardo Belmonte dirige Alemão 2, com Vladimir Brichta e Leandra Leal. A produção deve estrear em 27/2. Em 2014, o filme original foi visto por mais de um milhão de pessoas. O longa retrata, mais uma vez, o cotidiano das favelas cariocas e os embates entre policiais e traficantes de drogas.

+ Jumanji – Próxima Fase já é sucesso de bilheteria no exterior. Com estreia prevista para 16/1, o filme traz de volta Dwayne Johnson, Kevin Hart e Jack Black, que agora participam de um novo jogo, em que enfrentarão perigosos desafios. Danny DeVito também faz parte do elenco.

TEATRO E DANÇA

Foto: Ronaldo Gutierrez

+ O Grupo Tapa abre o ano com Brincando com Fogo (foto), do dramaturgo sueco August Strindberg. Sob direção de Eduardo Tolentino de Araujo, a peça ocupa o Teatro Aliança francesa a partir de 9/1.

+ Alexandre Dal Farra assina e dirige Floresta, que estreia em 16/1 no Sesc Ipiranga. Na trama, uma família que vive isolada em uma casa é o mote para reflexões sobre o medo sentido perante o desconhecido. O elenco reúne nomes como André Capuano, Gilda Nomacce e Sofia Botelho.

+ Três montagens do Chekhov Festival, da Rússia, chegam à cidade entre março e agosto. ‘O Urso’, dirigida por Vladimir Pankov, ocupa o Sesc Pinheiros. ‘Kashtanka’, com direção de Vyatcheslav Kokorin, o Sesc Vila Mariana. E ‘Tio  Vânia’, por Mikhail Bychkov, o Sesc Consolação.

+ Prevista para 13/3, no 033 Rooftop, a comédia musical Silvio Santos Vem Aí, com direção de Fernanda Chamma e Marília Toledo, apresenta um recorte da vida do apresentador e empresário – de sua infância até a década de 1990. O elenco ainda está sendo escolhido por meio de audições.

+ Um dos destaques da próxima edição da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp), prevista para ocorrer entre os dias 5 e 15/3, é o espetáculo ‘Sopro’, do encenador português Tiago Rodrigues, que é diretor do consagrado Teatro Nacional D. Maria II, de Lisboa.

+ Com dramaturgia de Leonardo Ventura, a peça Elizabeth Costello tem atuação de Lavínia Pannunzio. O monólogo é baseado em romance do sul-africano J.M. Coetzee, Nobel de Literatura em 2003. Na trama, temas como direitos dos animais, filosofia e natureza. Estreia no Tusp, dia 22/1.

+ Com inspiração no filme ‘Sonata de Outono’, de Ingmar Bergman, o Núcleo Teatro de Imersão estreia, em 17/1, As Palavras da Nossa Casa. Percorrendo diferentes cômodos da Casa das Rosas, o público acompanha a história de uma mãe e uma filha que tentam superar mágoas do passado.

+ A 17ª Temporada Alfa já tem suas atrações confirmadas. A programação terá início com uma apresentação do Grupo Corpo, em agosto. Até dezembro, participam ainda convidados internacionais, como o Ballet du Grand Théâtre, da Suíça, e o Cloud Gate Dance Theatre, de Taiwan.

+ ‘Permanência e Inovação’ é o título da temporada 2020 da São Paulo Companhia de Dança, que terá quatro programas ao longo do ano, incluindo três estreias e totalizando dez trabalhos de coreógrafos brasileiros e estrangeiros. As apresentações serão no Teatro Sérgio Cardoso.

+ O espetáculo Antes do Ano que Vem, dirigido por Ana Paula Bouzas e Lázaro Ramos, chega ao Teatro Raul Cortez no dia 31/1. O pano de fundo da peça é o réveillon – e a angústia que ele pode gerar em certas pessoas, em contraste com as habituais celebrações.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: