Novo Corrutela, na Vila Madalena, aposta em cardápio enxuto, ingredientes orgânicos e sustentabilidade
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Novo Corrutela, na Vila Madalena, aposta em cardápio enxuto, ingredientes orgânicos e sustentabilidade

Lucineia Nunes

14 Junho 2018 | 13h07

Ambiente do Corrutela. Foto: Nani Rodrigues

Após passar pela fachada cinza e subir um lance de escadas, chega-se ao salão ‘clean’ e informal do recém-aberto Corrutela, uma casa que prioriza o produto e põe em prática ações sustentáveis (basta ver a composteira logo na entrada).

O período de gestação do restaurante – o primeiro do chef Cesar Costa, em parceria com o empresário Luiz Simões – incluiu dois anos de pesquisas, principalmente, de pequenos produtores, que agora abastecem a cozinha com quase tudo orgânico (exceto o leite).

Tanto o milho quanto o trigo são moídos no próprio Corrutela. A farinha de trigo, por exemplo, serve de base para o pão de fermentação natural servido com manteiga fermentada com kefir (R$ 9,50), também feita na casa – assim como a coalhada, o iogurte e o sorvete.

O cardápio traz apenas dez itens, divididos em dois menus: o herbívoro e o onívoro (R$ 95, com entrada, prato e sobremesa). Mas também é possível pedir à la carte. Do menu atual, surpreende a berinjela assada, com coalhada, maçã e rabanete (R$ 26), servida como entrada.

Polenta do Corrutela. Foto: Nani Rodrigues

Pedida reconfortante, a polenta vem com ovo e couve (R$ 36). Outro acerto é a saborosa tainha com rabanete e tangerina (R$ 54).

Das sobremesas, o brownie preparado com o chocolate da casa é servido quente com uma bola de sorvete de ‘cream fraiche’ (R$ 24).

A água filtrada é cortesia. Os drinques (R$ 30/R$ 35) levam a assinatura de Danilo Nakamura. Já a dupla Daniela Bravin e Cássia Campos fez a seleção de vinhos (R$ 27, a taça).

ONDE: R. Medeiros de Albuquerque, 256, V. Madalena, 3032-2443.

QUANDO: 19h/23h (dom., 13h/16h; fecha 2ª e 3ª).

QUANTO: Cc.: A, M e V. Cd.: todos.