As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nando Reis fala sobre o show de lançamento do álbum em que interpreta Roberto Carlos

Renato Vieira

13 de junho de 2019 | 14h39

Na turnê ‘Esse Amor Sem Preconceito’, Nando Reis lança o álbum ‘Não Sou Nenhum Roberto, Mas às Vezes Chego Perto’, só com músicas de Roberto Carlos. Nesta entrevista, Nando fala sobre o show e sua admiração pelo artista.

Nando Reis. Foto: Jorge Bispo

Neste novo show, você mistura a obra de Roberto com a sua. O que há de conexão entre as duas? Um apreço pela melodia e, tematicamente, há muita presença das relações amorosas como assunto principal. Acho que a densidade das canções do Roberto é, de alguma maneira, o que eu procuro nas minhas canções.

Como foi transportar a sonoridade do disco para o palco? No disco, há muitos metais, músicas com flauta, coisas que não consigo levar para o palco. Ficaram de fora músicas como ‘A Guerra dos Meninos’, que tem um arranjo de metais e percussão que seria irreproduzível.

Você pode adiantar algumas músicas do repertório? Do Roberto, ‘Amada Amante’, ‘De Tanto Amor’, ‘Todos Estão Surdos’, ‘Me Conte a Sua História’. E, das minhas músicas, ‘O Segundo Sol’, ‘Relicário’, ‘All Star’ e ‘Por Onde Andei’.

Em sua opinião, por que a obra de Roberto Carlos, depois de 60 anos de carreira, ainda é relevante? Por uma razão óbvia: boas canções são atemporais. E Roberto tem um punhado delas.

ONDE: Credicard Hall (3.873 lug.). Av. das Nações Unidas, 17.955, S. Amaro, 4003-5588. QUANDO: Hoje (14) e sáb. (15), 22h. QUANTO:R$ 90/R$ 280. Cc.: todos. Cd.: todos.

Tudo o que sabemos sobre:

nando reis

Tendências: