Murilo Benício dirige novo ‘O Beijo no Asfalto’, baseado em peça de Nelson Rodrigues
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Murilo Benício dirige novo ‘O Beijo no Asfalto’, baseado em peça de Nelson Rodrigues

Humberto Abdo

06 de dezembro de 2018 | 15h56

Foto: Arthouse

+ Com a tela em preto e branco, os atores surgem no palco de um teatro e se acomodam casualmente em uma grande mesa redonda. Como se fosse um ensaio antes das gravações oficiais, eles recitam falas e comentam o enredo prestes a ser recriado, assim como a construção de seus personagens.

Trata-se do elenco de O Beijo no Asfalto, filme baseado na peça homônima de Nelson Rodrigues, que, neste caso, não se desenvolve de maneira convencional. O formato metalinguístico foi a aposta do estreante como diretor Murilo Benício, que alterna esses momentos à mesa com as cenas da própria trama.

Tudo começa com Arandir (Lázaro Ramos), um bancário recém-casado que presencia o atropelamento de um desconhecido na Praça da Bandeira. Prestes a morrer, o homem faz um último desejo: um beijo. Ao atender ao pedido, Arandir é flagrado pelo sogro conservador, Aprígio (Stênio Garcia), e fotografado pelo repórter sensacionalista Amado Ribeiro (Otávio Müller), que passa a explorar o beijo entre os dois homens para vender mais exemplares de seu jornal. Isso acaba induzindo um delegado a investigar a suposta ligação entre Arandir e o morto.

Selminha (Débora Falabella), sua mulher, demora a dar ouvidos aos boatos – sua fé no marido parece inabalável. Mas quando surgem novas vozes julgadoras, como a de Dona Matilde (Fernanda Montenegro), vizinha do casal, as reflexões e dúvidas trazidas à ‘mesa’ passam a fazer parte das indagações do próprio público.

Confira o trailer:

Tendências: