Murilo Benício dirige novo ‘O Beijo no Asfalto’, baseado em peça de Nelson Rodrigues
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Murilo Benício dirige novo ‘O Beijo no Asfalto’, baseado em peça de Nelson Rodrigues

Humberto Abdo

06 Dezembro 2018 | 15h56

Foto: Arthouse

+ Com a tela em preto e branco, os atores surgem no palco de um teatro e se acomodam casualmente em uma grande mesa redonda. Como se fosse um ensaio antes das gravações oficiais, eles recitam falas e comentam o enredo prestes a ser recriado, assim como a construção de seus personagens.

Trata-se do elenco de O Beijo no Asfalto, filme baseado na peça homônima de Nelson Rodrigues, que, neste caso, não se desenvolve de maneira convencional. O formato metalinguístico foi a aposta do estreante como diretor Murilo Benício, que alterna esses momentos à mesa com as cenas da própria trama.

Tudo começa com Arandir (Lázaro Ramos), um bancário recém-casado que presencia o atropelamento de um desconhecido na Praça da Bandeira. Prestes a morrer, o homem faz um último desejo: um beijo. Ao atender ao pedido, Arandir é flagrado pelo sogro conservador, Aprígio (Stênio Garcia), e fotografado pelo repórter sensacionalista Amado Ribeiro (Otávio Müller), que passa a explorar o beijo entre os dois homens para vender mais exemplares de seu jornal. Isso acaba induzindo um delegado a investigar a suposta ligação entre Arandir e o morto.

Selminha (Débora Falabella), sua mulher, demora a dar ouvidos aos boatos – sua fé no marido parece inabalável. Mas quando surgem novas vozes julgadoras, como a de Dona Matilde (Fernanda Montenegro), vizinha do casal, as reflexões e dúvidas trazidas à ‘mesa’ passam a fazer parte das indagações do próprio público.

Confira o trailer: