Mostra sobre o Zé do Caixão é uma das inaugurações da semana
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mostra sobre o Zé do Caixão é uma das inaugurações da semana

Celso Filho

29 Outubro 2015 | 17h36

Veja as principais inaugurações e exposições em cartaz entre os dias 30/10 e 5/11:

Inaugurações

11ª Residência Artística do Red Bull Station. A mostra coletiva expõe os trabalhos dos seis alunos da 11ª turma de residência do espaço. São obras de Antônio Ewbank, Janaina Wagner, Julio Parente, Maura Grimaldi, Martin Reiche e Tomaz Klotzel. Red Bull Station. Pça. da Bandeira, 137, Centro, 3107-5065. 11h/ 20h (sáb., 11h/19h; fecha dom. e 2ª). Inauguração: sáb. (31), 14h/ 19h. Grátis. Até 21/11.

Coletiva Novos Talentos. Na mostra coletiva, estão reunidas criações dos alunos do curso de Artes Plásticas da Panamericana Escola de Arte e Design. A curadoria é de Claudio Tozzi. Panamericana. R. Groenlândia, 77, Jd. Paulista, 3887-4200. 9h/21h (sáb., 9h/ 12h; fecha dom. e fer.). Inauguração: 3ª (3). Grátis. Até 20/11.

Corpa Negra. Nas comemorações do Dia da Consciência Negra (20/11), a mostra presta uma homenagem à poeta Maria Tereza Moreira de Jesus. Para isto, a artista Carolina Teixeira e a tecelã Marta Mursa exibem painéis com trechos de poesias. Na abertura, às 11h, haverá uma performance de dança e leitura da obra de Maria Tereza. Sesc Itaquera. Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1.000, 2523-9200. 9h/17h (fecha 2ª e 3ª). Inauguração: dom. (1º). Grátis. Até 31/1/2016.

Gabriela Albergaria. A artista portuguesa reuniu obras inéditas para a mostra ‘Terra Território’. Entre as criações, uma série de desenhos retrata a adaptação de duas espécies de árvores em dois climas diferentes: em São Paulo e em Lisboa. Consulado Geral de Portugal. R. Canadá, 324, Jd. América, 3084-1800. 10h/17h (fecha sáb. e dom.). Inauguração: sáb. (31), 10h/ 17h. Grátis. Até 12/12.

Zé do Caixão

Foto: Alex Silva/Estadão

À Meia-Noite Levarei sua Alma. José Mojica Marins e seu personagem Zé do Caixão são lembrados na mostra. Com curadoria do diretor do museu, André Sturm, percorre os mais de 40 anos de carreira do cineasta. Em uma cenografia inspirada em seus filmes, são exibidos objetos cênicos, fotografias, figurinos e documentos. As peças foram selecionadas pela filha de Mojica, Liz Marins, e por Marcelo Colaiacovo, curador do acervo do diretor. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. QUANDO: 12h/21h (dom. e fer., 11h/20h). Inauguração: sáb. (31), 12h/2h. R$ 10 (Inauguração e 3ª, grátis). Até 9/1/2016.

Para Ver Se o Tempo Volta. Para falar sobre questões relacionadas ao tempo, o curador Mariano Klatau Filho reuniu 20 obras de quatro artistas paraenses. São eles: Alberto Bitar, Ionaldo Rodrigues, Keyla Sobral e Octavio Cardoso. Fauna Galeria. R. Tangará, 132, V. Mariana, 3668-6572. 10h/ 19h (sáb., 10h/14h; fecha dom.). Inauguração: 5ª (5), 19h. Grátis. Até 19/12.

Vou Voltar – Cartografias de Lá e de Cá. A mostra exibe textos, fotografias e vídeos de uma pesquisa de Mariana Vaz e Mirella Marino. Nas obras, elas abordam as relações entre São Paulo e o Nordeste, reunindo histórias e depoimentos sobre a migração. Escola da Cidade. R. Gal. Jardim, 65, V. Buarque, 3258-8108. 9h/20h30 (fecha sáb. e dom.). Inauguração: 3ª (3), 19h. Grátis. Até 29/11.

Especial

Lançamento ZUM #9. Para o lançamento da nona edição da revista de fotografia (R$ 52,50), do Instituto Moreira Salles, haverá um bate-papo sobre arte e urbanismo, com a fotógrafa Lucia Mindlin Loeb e o curador e professor da USP Agnaldo Farias. Livraria Martins Fontes. Av. Paulista, 509, metrô Brigadeiro, 2167-9900. Hoje (30), 19h30. Grátis.

Leilão da Canvas Galeria. O leilão é no dia 10/11, mas a galeria irá expor o acervo do evento a partir desta 3ª (3). Entre as obras que estarão à venda, há desenhos raros de Candido Portinari, como os estudos para o painel da Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte. Canvas Galeria. Av. Europa, 715, Jd. Europa, 2592-0345. 11h20h. Inauguração: 3ª (3). Grátis. Até 10/11.

Veja outras mostras em cartaz:

Última semana

Alberto de Sampaio. O advogado virou fotógrafo amador no final do século 19, registrando as paisagens do Rio de Janeiro. Cerca de 120 imagens de Sampaio estão na mostra, além de filmes e objetos pessoais. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). Grátis. Até dom. (1º).

Alumiar. A mostra comemora os 90 anos do Centro Universitário Belas Artes. São expostas criações de renomados ex-alunos da instituição, como os designers Marcelo Rosenbaum e os Irmãos Campana. Museu Belas Artes (MuBA). R. Dr. Álvaro Alvim, 76, V. Mariana, 5576-7300. 10h/20h (sáb., 10h/16h; fecha dom.). Grátis. Até 5ª (5).

Casa Modernista. A casa volta a receber exposições com uma mostra que reúne obras do belga Philippe Van Snick e do catalão Daniel Steegman. Sob curadoria de Marta Mestre, os artistas ocupam diferentes espaços da propriedade com instalações sonoras e fotografias. Casa Modernista. R. Santa Cruz, 325, V. Mariana, 5083-3232. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até dom. (1º).

Daniel Arsham. Em suas intervenções, o artista cria ilusões com o espaço expositivo, como paredes que parecem ganhar elasticidade e se unem em um nó. Ele apresenta três dessas obras recentes. Baró (Jardins). R. da Consolação, 3.417, Cerq. César, 3661-9770. 10h30/19h30 (fecha dom.). Grátis. Até sáb. (31).

Fernanda Rappa. A mostra ‘16’39’’, Extinção do Reino Deste Mundo’ é resultado de um projeto da artista no interior da Paraíba. Em fotografias, instalações, vídeos e objetos, ela aborda a luta dos agricultores da região na preservação de sementes crioulas – resistentes ao clima árido. CCSP. R. Vergueiro, 1.000, metrô Vergueiro, 3397-4002. 10h/20h (sáb. e dom., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até dom. (1º).

Guto Lacaz. De curta duração, a mostra reúne obras do artista. Ao lado delas, também são exibidos trabalhos feitos por pessoas com síndrome de Down, que participaram de oficinas com Lacaz no Instituto Olga Kos. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 12h/21h (dom., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até dom. (1º).

Miles Aldridge. Em sua carreira, o fotógrafo britânico já trabalhou para grandes nomes do mundo da moda, como Carolina Herrera. Paralela à São Paulo Fashion Week, ‘A Dazzling Beauty’ faz uma retrospectiva de seu trabalho, com 50 imagens. Oca. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5082-1777. 9h/17h (fecha 2ª). Grátis. Até dom. (1º).

O Que Caminha ao Lado. O efeito de duplicidade é explorado nas 14 obras multimídia que compõem a mostra coletiva. Com curadoria de Isabella Rjeille, estão reunidos trabalhos de nomes como Ana Luiza Dias Batista, Vivian Caccuri e Fabio Morais. Sesc Vila Mariana. R. Pelotas, 141, 5080-3000. 10h/21h30 (sáb., 10h/20h30; dom., 10h/18h30; fecha 2ª). Grátis. Até dom. (1º).

Releituras da Natureza-morta. Como o próprio nome indica, a mostra reúne releituras contemporâneas do gênero artístico. Com curadoria de Ligia Canongia, são expostos trabalhos de 13 artistas – entre eles, Waltercio Caldas, Vik Muniz, Laura Lima, Carlito Carvalhosa e Vera Chaves Barcellos. Carbono Galeria. R. Joaquim Antunes, 59, Jd. Paulistano, 4564-8400. 10h/19h (sáb., 11h/ 15h; fecha dom.). Fecha 2ª (2). Grátis. Até 3ª (3).

Tathy Yázigi. A artista monta a instalação ‘Meu Quarto, Domínio Público’. Nela, o público pode observar, através de orifícios em caixas, um ensaio com autorretratos em quartos pelo mundo. Galeria Porão. R. Aspicuelta, 145, V. Madalena, 2371-1701. 11h/20h (dom., 12h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até 4ª (4).

Veronika Kellndorfer. A alemã exibe obras na Casa de Vidro, antiga residência de Lina Bo Bardi. Nelas, Veronika usa placas de vidro para criar ilusões de ótica. Casa de Vidro. R. Gal. Almério de Moura, 200, Morumbi, 3743-3875. 10h/16h (fecha 2ª, 3ª e 4ª). Grátis. Até dom. (1º).

Em cartaz

19º Festival Sesc_Videobrasil. Neste ano, estão reunidas obras de mais de 90 artistas, em diferentes espaços. Na sede da Videobrasil, o Galpão VB recebe projetos de Carlos Monroy, Cristiano Lenhardt, Keli-Safia Maksud e Ting-Ting Cheng. Já o Sesc Pompeia exibe 56 trabalhos do edital, além de criações de cinco artistas convidados, como Sônia Gomes. Programa-se no site www.19festival.com. Sesc Pompeia. R. Clélia, 93, 3871-7700. 10h/21h (dom. e fer., 10h/ 19h ). Grátis. Até 6/12.
Galpão VB. Av. Imperatriz Leopoldina, 1.150, V. Leopoldina, 3645-0516. 13h/19h (3ª, 14h/21h; fecha sáb. e dom.). Fecha 2ª (2). Grátis. Até 6/12.

34º Panorama da Arte Brasileira. Na mostra, esculturas pré-históricas são expostas ao lado de obras contemporâneas. Com curadoria de Aracy Amaral e Paulo Miyada, a edição reúne trabalhos de seis artistas, como Cao Guimarães e Cildo Meireles. MAM. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5085-1300. 10h/ 17h30 (fecha 2ª). R$ 6 (dom., grátis). Até 18/12.

André Liohn. Vencedor do Robert Capa Gold Medal, o fotógrafo expõe um ensaio sobre o Brasil na mostra ‘Revogo’. Nela, Liohn traz cerca de 60 imagens que abordam a violência no País. Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, 3321-4400.9h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 6/12.

Chiharu Shiota. A japonesa monta três instalações, inspiradas em seu trabalho na Bienal de Veneza. Nelas, Chiharu cria teias de linhas com malas, sapatos e cartas doadas por pessoas comuns. Sesc Pinheiros. R. Paes Leme, 195, 3095-9400. 10h/21h30 (sáb., 10h/ 20h30; dom. e fer., 10h/18h30) Grátis. Até 10/1/2016.

Dennis Tyfus. O belga traz obras recentes para sua primeira individual no País. A partir de uma entrevista dada por Tyfus a uma revista, ele produziu as esculturas, pinturas e colagens que estão na mostra. Kunsthalle. R. dos Pinheiros, 411, 2339-8586. 11h/19h (sáb., 12h/17h; fecha dom., 2ª e 3ª). Grátis. Até 28/11.

Eduardo Viveiros de Castro. O antropólogo é lembrado por seu trabalho como fotógrafo na mostra. São expostas cerca de 400 imagens que percorrem sua carreira – dos projetos com o cineasta Ivan Cardoso às pesquisas na Amazônia. Sesc Ipiranga. R. Bom Pastor, 822, 3340-2000. 7h30/21h30 (sáb., 10h/21h30; dom. e fer., 10h/17h30). Grátis. Até 29/11.

Frida Kahlo. A mostra estabelece conexões entre Frida e outras modernistas que trabalharam no México, como Leonora Carrington, Maria Izquierdo e Remedios Varo. São cerca de cem obras no total, sendo 33 criações assinadas por Frida – entre pinturas, fotografias e objetos. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). R$ 10 (3ª, grátis). Até 10/1/2016.

Ismael Nery. Sob a curadoria de Denise Mattar, a mostra homenageia o modernista paraense, que morreu precocemente aos 33 anos, em 1934. São reunidas 45 obras, algumas raramente expostas – entre pinturas, desenhos e aquarelas. Galeria Almeida e Dale. R. Caconde, 152, Jd. Paulista, 3887-7130. 10h/18h (sáb., 10h/14h; fecha dom.). Grátis. Até 12/12.

Jogando com Ben Patterson. Um dos fundadores do Grupo Fluxus, o artista norte-americano é homenageado na mostra. Ao lado de suas obras, também são exibidas criações dos seus amigos Guto Lacaz, Paulo Bruscky, Dudi Maia Rosa, Cristina Barroso e Francisco Klinger Carvalho. No sábado (31), a partir das 12h, haverá performances de Patterson com Lacaz e Bruscky. Galeria Bolsa de Arte. R. Mourato Coelho, 790, Pinheiros, 3097-9673. 10h/19h (sáb., 11h/ 17h; fecha dom.). Fecha 2ª (2). Grátis. Até 21/11.

Luciano Figueiredo. O artista faz dobraduras em telas, criando formas geométricas tridimensionais, e, depois, pinta parte das obras com tinta acrílica. Na mostra, Figueiredo exibe uma série recente desses relevos. Galeria Leme. Av. Valdemar Ferreira, 130, Butantã, 3093-8183. 10h/19h (sáb., 10h/17h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 7/11.

Máquina Tadeusz Kantor. A mostra homenageia o centenário do multi-artista polonês Tadeusz Kantor (1915-1995). São expostos 130 objetos, além de filmes e fotografias que ajudam a contar suas ideias revolucionárias. Sesc Consolação. R. Dr. Vila Nova, 245, 3234-3000. 11h30/21h30 (sáb. e fer., 10h/18h30; fecha dom.). Grátis. Até 14/11.

A Nossa Invenção da Arte. A mostra apresenta a coleção de Ladi Biezus, ao longo de 45 anos. São exemplares de arte popular, assinados por nomes como Véio, Mirian Inês da Silva e Agnaldo Manoel dos Santos. Museu Afro Brasil. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 10, 3320-8900. 10h/17h (fecha 2ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até 3/1/2016.

Ocupação João das Neves. O dramaturgo é homenageado pelo projeto Ocupação. Dividida por eixos temáticos, a mostra percorre desde o início de sua carreira até suas experiências com os índios Kaxinawá no Acre, onde viveu por oito anos. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776. 9h/20h (sáb., dom. e fer., 11h/20h). Grátis. Até 8/11.

Ozi. O artista paulistano atua nas ruas desde 1985. Na mostra ‘Ozi Pop Up Show’, ele expõe pinturas nas quais faz releituras do personagem Mickey Mouse, além de uma série de latas de spray customizadas. A7MA. R. Harmonia, 95B, V. Madalena, 2361-7876. 11h/20h (fecha dom.). Fecha 2ª (2). Grátis. Até 14/11.

Prêmio Marcantonio Vilaça. A mostra exibe trabalhos dos 30 finalistas da quinta edição do prêmio – entre eles, Berna Reale, Nydia Montenegro, Cristiano Lenhardt e Virginia de Medeiros. Também há uma sala especial em homenagem a Amelia Toledo. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (3ª, 10h/21h; fecha 2ª). Grátis. Até 6/12.

A Sociedade Cavalieri. A mostra é uma instalação do artista Pierre Lapalu. Ela propõe uma narrativa fictícia sobre uma sociedade secreta de gravadores em homenagem a Giovanni Cavalieri. No entanto, o grupo nunca existiu e as obras expostas são modificações feitas pelo artista. Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, Centro, 3321-4400. 9h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 22/11.

Yolanda Mohalyi. Ao chegar ao Brasil em 1931, a húngara Yolanda Mohalyi (1909-1978) fez carreira como artista plástica, frequentando o ateliê de Lasar Segall. Sua obra, agora, é lembrada em um livro e na mostra retrospectiva com 50 criações. Elas percorrem sua transição da arte figurativa ao abstracionismo nos anos 1950. Dan Galeria. R. Estados Unidos, 1.638, Jd. Paulista, 3083-4600. 10h/18h (sáb., 10h/13h; fecha dom.). Grátis. Até 24/11.