Mostra de solos femininos e outras dicas teatrais para ver em São Paulo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mostra de solos femininos e outras dicas teatrais para ver em São Paulo

Júlia Corrêa

15 Fevereiro 2018 | 16h41

Para comemorar seu primeiro ano de atividade, o Teatro de Contêiner Mungunzá promove a Mostra Solo Mulheres. Esta semana, o evento contará com três espetáculos na programação – dos 11 que serão apresentados até 9/3. Na 2ª (19), às 21h, a atriz Luaa Gabanini encena ‘Efeito Cassandra: Na Calada da Voz’(70 min.; 12 anos), peça que parte do mito de Cassandra e traz um texto diferente a cada sessão. Na 3ª (20), às 21h, ela também sobe ao palco para atuar em ‘BadeRna’ (60 min.; 12 anos; foto), trabalho que aborda o processo histórico da mestiçagem brasileira. Por fim, Janaina Leite apresenta, na 4ª (21) e na 5ª (22), às 21h, a peça ‘Conversas com o Meu Pai’ (65 min.; 14 anos), que trata da relação dela com seu pai, que perdeu a capacidade de fala. Teatro de Contêiner Mungunzá (99 lug.). R. dos Gusmões, 43, metrô Luz, 97632-7852. R$ 30.

Foto: Azul Serra

Confira outras peças da programação

DesolaDor
No solo escrito e dirigido por Gabriela Mellão, o ator Clovys Tôrres dá vida ao ator, autor e teórico francês Antonin Artaud. Em cena, são reveladas suas angústias e fragilidades. SP Escola de Teatro (50 lug.). Pça. Franklin Roosevelt, 210, Consolação, 3775-8600. Estreia sáb. (17). 6ª, 21h30; sáb. e 2ª, 21h; dom., 19h. R$ 40. Até 19/3.

Macunaíma – Herói da Nossa Gente
A famosa obra de Mário de Andrade ganha montagem da Confraria de Elephantes. Em cena, 18 atores alternam seus papéis ao longo do espetáculo, que conta com uma atmosfera onírica. 50 min. 16 anos. SP Escola de Teatro (80 lug.). Pça. Franklin Roosevelt, 210, Consolação, 3775-8600. Estreia 6ª (16). 6ª, sáb. e 2ª, 21h; dom., 19h. R$ 30. Até 5/3.

Silêncio.Doc
Com texto e atuação de Marcelo Varzea, a peça, em tom trágico e cômico, mostra um personagem desesperado. Ao tentar entender os enigmas de uma separação amorosa repentina, ele busca descobrir um novo modelo de homem. 60 min. 14 anos. Auditório do Mube (192 lug.). R. Alemanha, 221, Jd. Europa, 2594-2601. Estreia 3ª (20). 3ª, 21h. R$ 40. Até 8/5.

Quarto 19
Baseado em conto homônimo da escritora britânica Doris Lessing, o monólogo tem direção de Leonardo Moreira e atuação de Amanda Lyra. Em cena, a atriz dá vida a Susan, uma mulher de classe média, casada e mãe de três filhos, que decide escapar das irritações domésticas em um quarto de hotel. 80 min. 16 anos. Oficina Cultural Oswald de Andrade (30 lug.). R. Três Rios, 363, Bom Retiro, 3222-2662. A partir de 6ª (16). 6ª, 20h; sáb., 18h. Grátis (retirar ingresso 1h antes). Até 10/3.

Espelhos
Com direção de Vivien Buckup e interpretação de Ney Piacentini, a peça reúne o conto ‘O Espelho’, de Machado de Assis, publicado em 1882, e o conto de mesmo nome de Guimarães Rosa, publicado em 1962. 50 min. 14 anos. Biblioteca Mário de Andrade. Auditório. (170 lug.). R. da Consolação, 94, Consolação, 3775-0002. Sáb. (17), dom. (18), 2ª (19) e 26/2, 19h. Grátis (retirar ingresso 1h antes).

Festival Que Absurdo!
Com três peças na programação, o evento se propõe mostrar as peculiaridades da comunicação humana. 6ª (16), o Grupo Tapa estreia a montagem ‘A Cantora Careca’, de Eugène Ionesco, com direção de Eduardo Tolentino de Araújo. As sessões ocorrem 6ª, às 20h30, e sábado, às 19h, até 14/4. Teatro Aliança Francesa (266 lug.). R. General Jardim, 182, V. Buarque, 3572-2379. R$ 50. Até 15/4.

Mais conteúdo sobre:

teatroDivirta-se